Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

terça-feira, 15 de junho de 2010

No próximo fim-de-semana celebramos o Solstício de Verão - o que indica o dia em que o Sol pára por um momento antes de inverter o seu curso em relação à Terra.

A Mãe Terra está a passar por muitas mudanças, bem como muitos que vivem na superfície dela. Muitos de nós sentem que o seu desenvolvimento está em aceleração, que a Alma procura manifestar-se para se sentir unida com a Criação.
Na noite do Solstício, noite de homenagem aos sítios sagrados, é tradição honrar a Terra e celebrar a Vida. Por isso, convido para te juntar numa Celebração da Noite mais curta do ano : Solstício de Verão

Este ano a meditação terá lugar no ponto mais alto de Évora - no lugar onde no seu tempo se situou também um cromeleque - o terraço da casa da Associação Oficina da Comunicação (atrás da Sé)

Será uma sessão de sons com Taças Tibetanas e Mantra-chanting, ao ar livre, para que possas deitar-te, ouvir os sons, deixar que o teu corpo se une com o Universo e com as estrelas que nascem no Céu. Podes trazer uma manta ou almofada para estar mais confortável.

Mantras, sílabas que no seu conjunto representam uma qualidade da Budeidade, são cantados (ou pronunciados interiormente) para que o nosso corpo, mente e alma se possam alinhar na vibração desta qualidade. O que costumamos chamar Buda, não é algo exterior a nós, mas é uma representação da nossa Verdadeira Natureza interior. Os sons sagrados são um meio para poder contactar com o potencial do Buda em nós.
Curativo e purificador, o cantar dos mantras ajuda a mente a focar-se, para se libertar e se Unir com o Grande Conjunto da Vida.

Alguns mantras que possam ser cantados:

Teyatha Om Bekantze Bekantze Maha Bekantze Radza Samutgate Soha: mantra do Buda da Medicina - mantra purificante para que todos os seres sensíveis se possam curar do seu sofrimento físico e mental.
Om Tare Tuttare Ture Soha: Mantra da Tara Verde, a Mãe do Buda
Om Tare Tuttare Ture Maha Bejing Djana Pezing Kuru Soha: Mantra da Tara Branca, para que a abundância possa existir para todos os seres.
Gate Gate Paragate Parasamgate Bodhi Soha: Mantra do Coração, que nos lembra que é indo, indo, indo além que alcançamos a Iluminação
Om Mani Padme Hum: Mantra do Boddhisatva Avalokiteshvara, mantra da Compaixão que flui para tudo que é, para nós inclusivo.

(ver cartaz)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...