Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

divinar o caminho

Ontem levei para a meditação um baralho de cartas, usadas para a "divinação" - a divinação procura ententendimento do significado ou as causas ocultas dos acontecimentos da vida. Estas específicas eram as "Sacred Path Cards" (da autoria de Jamie Sams) - as cartas do caminho sagrado.
Provenientes da tradição nativa norte-americana, as cartas retratam situações, objectos, gestos, rituais, do dia-a-dia da tribo. Foram desenhados para transmitir e partilhar a sabedoria das Nações norte-americanas.
Nas sua visão, todos as criaturas vivas têm as suas mensagens de cura para partilhar com quem se dispõe a aprender a sua linguagem.
Na vida do Ser Humano, nada do que acontece é sem significado. Tudo que encontramos no nosso caminho pode ser o nosso Mestre e dar-nos ensinamentos sobre a Vida, mostrando como podemos abrir a porta do nosso coração e deixar que o Amor do Grande Mistério começa a fluir.
Nada acontece por acaso e tudo que fazemos tem significado. Os nossos Irmãos e Irmãs neste mundo (a Terra, nossa Mão; o Céu, nosso Pai, os nossos Avós Sol e Lua; os animais, as árvores, as plantas, as pedras, e os outros seres humanos) podem trazer uma mensagem sobre o significado maior, mais profundo da Vida. Mesmo se estaremos separados fisicamente da nossa família biológica, ou se esta passou para o plano não-físico, nunca estaremos sós -  se reclamamos a nossa ligação à Familia Universal da Criação.
Os objectos rituais, mas também os objectos do dia-a-dia, são feitos com uma intenção específica. Percebendo os valores associados, podemos entrar nos segredos do Grande Conjunto. Agindo com consciência, toda a nossa vida ganha em significado, em profundidade. E podemos encontrar no nosso caminho (literalmente) sinais que nos ajudam a interpretar as causas ocultas dos eventos e dos processos.
Os animais que se cruzam contigo podem vir em resposta a uma pergunta que formulaste mentalmente.... O vento pode chamar a tua atenção, mostrando-te como faz mover as folhas da árvore, como limpa e liberta com o seu sopro... O vento também pode mostrar como levanta uma semente de flor, levando até longe, para poder pousar em terra fértil... Uma flor pode abrir-se e ao olhar podes absorver a sua cor e fragrância, e aceitar a oferta para a tua cura....A água do rio pode lembrar-te de fluir e de libertar... o cante de um pássaro pode ser o chamamento de Despertar.....Outras pessoas cruzam-te contigo quando precisares delas....
Tudo pode ter significado se tu consegues olhar com verdadeira atenção e respeito- o que em si constitui a base da linguagem do Amor. É uma linguagem simbólica, falada através do Coração. Precisamos de abrir-nos para mostrar a nossa gratidão para tudo que nos é dado, atenção e respeito para o que encontramos, para poder receber as lições e os ensinamentos, para poder entender as curvas no caminho que a Vida nos reserva.

As cartas, consultadas de coração aberta, sem receio e aceitando a priori o que é mostrado, podem fornecer pistas importantes para o momento em que são tiradas.
São pistas para meditarmos; para perceber o que  pode estar atrás das nossas decisões; para abrirmos para dimensões até agora não percebidas.
Nunca as cartas vêm por acaso. A tua intuição, a tua sabedoria interior, guia a tua mão. Nós somos uma reflexão da complexidade da Natureza, e através do nosso Coração temos acesso a todas as respostas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...