Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Porque gosto de rezar ao Sol?

Para mim, um dos rituais mais bonitos que posso fazer é o ritual de cumprimentar o Sol. Naturalmente isso terá muito a ver com a minha própria constituição - sou nativa do signo do Sol,  o Leão.
Ao olhar para o Sol, sinto que os seus raios constituem uma expressão da Força Primordial - o mais perto que podemos chegar a uma visão do Criador, a Fonte de Luz Universal, a Fonte de Tudo que É...
O Sol, que ao nível físico podemos descrever como o centro do nosso sistema solar, a estrela cuja luz e calor contribuem para que o atmosfera da Terra tenha condições que permitem a vida. A sua massa faz com que a Terra roda à volta dele, atraida pela mesma força de gravidade que faz por sua vez  com que nós conseguimos manter um equilíbrio com os pés na Terra e a cabeça erguida.

Desde os tempos primordiais, o ser humano viu no Sol um Ser Celeste - um Deus. Fonte de vida, iluminação suprema, Pai de todos os Seres. Aqui vou invocar apenas um entre muitos que adoraram o Sol: Akhenaton.
O grande místico do antigo Egipto, o fárao Akhenaton, viu em Aton, o disco Solar, a expressão do Deus único. Akhenaton viveu a sua vida para Maat - a verdade última, a justiça, o comportamento ordeira. Dedicou a sua vida à conversão da visão espiritual egípcia, que reconhecia muitos deuses, para uma visão em que se reconhecia um só Deus como origem da Criação - e Aton era a sua face visível.
O Sol foi saudado como o símbolo de um Deus que amava todas as nações, que desejava a paz em vez de guerras, a irmandade entre as nações em vez de uma nação conquistar a outra.
Os hinos de Akhenaton declaram que Deus é um Ser invisível que não pode ser representado por imagens; que Ele é o Deus de todas as nações; que Ele ama todos os homens em igual proporção; que Ele é o criador, Preservador e misericordioso Pai da humanidade e de todas as criaturas viventes. “Quão múltiplas são as tuas obras! Elas estão ocultas aos homens, Ó Deus único, a quem nenhum outro se compara. Criaste a Terra segundo o teu coração.” Sua implicação com a Verdade está registrada num de seus decretos: “ Este é o juramento que desejo proclamar, conforme a Verdade, e do qual, por toda a eternidade, jamais direi que é falso.”
Akhenaton era tanto poeta quanto místico. Seus hinos podem ser comparados com os salmos de David, no Antigo Testamento. No Salmo XXIII, David canta: “O Senhor é meu pastor; nada me faltará” . Muito antes Akhenaton cantara: “ Não há pobreza para quem descansa no coração do Senhor.”


O Hino ao Sol podemos ler como a primeira versão da oração que hoje em dia conhecemos como o Pai Nosso.....

Hino ao Sol

"Bela é a tua alvorada, oh Áton vivo, Senhor da eternidade!
Tu és brilhante, tu és belo, tu és forte!
Grande e profundo é o teu amor; os teus raios cintilam nos olhos de todas as criaturas; a tua pele espalha a luz que faz os nossos corações viver.
Tu encheste as Duas Terras [nota: Akhenaton refere-se ao Egipto] com o teu amor, oh belo Senhor, que a ti mesmo te criaste, que criaste a Terra inteira e tudo o que nela se encontra: os homens, os animais, as árvores que crescem no chão.
Levanta-te para lhes dar vida, pois tu és a mãe e o pai de todas as criaturas. Os seus olhos voltam-se para ti, quando ascendes no firmamento. Os teus raios iluminam toda a Terra; o coração de cada um enche-se de entusiasmo, quando te vê, quando tu lhe apareces como seu Senhor. Quando te pões no horizonte ocidental do céu, as tuas criaturas adormecem como mortos; obscurecem-lhes os cérebros, tapam-se-lhes as narinas, até que de manhã se renova o teu brilho no horizonte oriental do céu.
Então, os seus braços imploram o teu Ka, a tua beleza acorda a vida e renasce-se! Tu ofereces-nos os teus raios e toda a Terra está em festa; canta-se, toca-se música, soltam-se gritos de alegria no pátio do castelo do Obelisco , o teu templo de Akhenaton, a grande praça que tanto de agrada, onde te oferecem alimentos como homenagem...
Tu és Áton, tu és eterno... Tu criaste o longínquo céu para aí te elevares e veres as coisas que criaste. Tu és único e, no entanto, dás vida a milhões de seres, é de ti que as narinas recebem o sopro da vida. Quando vêem os teus raios, todas as flores vivem, essas mesmas que crescem no chão e se abrem quando tu apareces. Com a tua luz se embriagam. Todos os animais se levantam de um salto, os pássaros que estavam nos seus ninhos abrem as suas asas, para fazerem preces a Áton, fonte da vida."

Cada um pode fazer a sua própria oração ao Sol... conforme as necessidades, e de acordo com a sua própria ligação ao Criador.
Uma maneira que sinto como particularmente purificadora e que me proporciona uma união com o Sol muito especial, é a saudação do Sol Nascente (Ra-Horakhty, a fusão do Ra, deus-Sol com Horus, o deus-homem com cabeça de falcão). Como Akhenaton, sinto que uma ligação profunda com o Sol nos dá acesso à Verdade Ultima e Única! Por isso, nunca deixarei de me virar para o Sol Nascente.


Abrindo os braços para os Sol, cumprimentando-o  e testemunhando o meu respeito e reverência...
Abro-me... todas as células, todos os sistemas, todos os chakras... para que a Luz da Verdade ilumina o meu corpo, o veiculo que me foi disponibilizado para a minha alma ter expressão no plano físico, tornando possível a integração última de todos os planos.
Abro-me e permito que tudo que sou, fica exposto à Luz - incluindo os aspectos que têm a sua origem no sofrimento, no apego, na ilusão, no medo.... para que também estas possam ser harmonizadas com a mais alta frequência da minha alma.
Rezo ao Sol, para que os seus raios possam fluir também através do meu Ser, para se expandir na Terra, para o Bem de Todo que É.
Ofereço o meu Ser para que a Verdade ter lugar também em mim..
Respiro, e sinto a Luz do Sol Nascente a percorrer o meu corpo, a promessa de um novo dia, a Luz da Criação que acontece a cada momento.
Rezo, para que a Vontade do Criador seja feito, em benifício de Tudo que É.

Há muitas maneiras de rezar ao Sol - e mesmo um momento só de verdadeiro prazer em absorver os raios do Sol, constitui em si uma oração....

1 comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...