Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Trabalhar o Desapego através da Cerimónia de Renúncia ou Oferenda

(continuação do post " A renuncia" )
Uma das cerimónias mais importantes nos ensinamentos dos Nativos Norte-Americanos é o Potlach, ou Cerimónia de Renúncia (Oferenda). Neste ritual, a doação de haveres úteis ou amados, é uma forma de partilha. É também um sinal que o doador está disposto de fazer um sacrifício e entregar uma oferenda a alguém, sem apego ou arrependimento.
A palavra "Sacrifício" está aqui devido ao significado original de Sacrificar, ou seja "tornar sagrado". Para os nativos Norte-Americanos, para tornar qualquer acto ou oferenda sagrado, é preciso actuar com um coração alegre e uma atitude de humildade. O dar é somente um passo no processo, um passo que permite o doador olhar para dentro e observar o potencial de crescimento associado com a Cerimónia de Oferenda.
O objectivo da Oferenda é a partilha. As lições associadas ensinam à pessoas como libertar o sentimento de posse, e como desapegar das ideias acerca da importância ligados aos haveres. Quanto mais útil, ou valoroso é o objecto, e quanto mais o sentimento de pertença, tanto mais importante é a lição. Se alguém não pode oferecer sem libertar a conexão, não há uma libertação verdadeira, e o acto sagrado de dar sem expectativas, sem recompensa, é desfeito.
Nas tradição nativa, uma oferenda, ou prenda, nunca é vista como uma obrigação, nem é utilizada como maneira de controlar a pessoa a quem é oferecida. O conceito de obrigação começa com a vinda dos Europeus. O pensamento europeu assume e aceita que quando alguém oferece algo, existe a expectativa de receber algo de volta. Na perspectiva da Oferenda, neste acto não ocorre  o desprendimento necessário para fazer disso um acto sagrado. Quando o apego ao material é forte numa pessoa, todos os favores que são feitos a outros, estão carregados com expectativas ou exigências. Os Povos Vermelhos ensinam que DAR é uma maneira de desapegar o espírito do apego ao mundo material. Desprendendo-nos de  haveres que amamos muito, seremos capazes de abrir as nossas vidas para a abundância. Para poder receber é preciso saber abrir as mãos - e há maneira mais bonito de aprender isso, do que aprender a dar?


Aqui tocamos num assunto que preocupa a muitos: haverá no futuro, para os meus, para mim, o suficiente para poder viver? O ano de 2011 promete muita mudança... e ao nível material, a mudança maior será para uma situação sem estabilidade material ou segurança monetária. Cada vez mais somos confrontados com a noção do limite, quando se toca aos recursos naturais e económicos... Muitos de nós sentem que e altura de aceitar um novo paradigma, uma nova maneira de encarar a Vida - mais em harmonia com a Mãe Terra, com mais respeito para tudo o que ela tem para nos oferecer, com mais humildade e, acima de tudo, menos concorrência, mais cooperação e mais partilha. Mas para isso também e necessário rever os nossos conceitos sobre o bem-estar e a abundância.

A Abundância é avaliada com muitas medidas diferentes. Na tradição nativa, uma medida importante da prosperidade ou riqueza de uma pessoa, é a sua capacidade de se entregar e apoiar os outros. Talentos próprios, desenvolvidos e aproveitados, e a disponibilidade de usa-los para ajudar os que precisam, distingam uma pessoa dos outros, que trabalham para a auto-gratificação. Quando uma pessoa tem esta característica, é visto como um potencial Líder na Tribo. Abnegação é um sinal que a pessoa que dá, é capaz de se desprender dos apegos do mundo material. Normalmente, a vida espiritual desta pessoa é bem desenvolvida e traz consigo a Sabedoria dos Antigos.

O acto de dar não exclui que mais tarde é pedido de devolver a oferenda. Isto pode acontecer, se alguém não dá uso a um objecto dado, o que dá ao doador o direito de reclamar a oferenda para poder dar a alguém diferente. Isto acontece porque toda a matéria no nosso Mundo tem um papel na Criação. Nós, Seres Humanos, temos a capacidade de apoiar qualquer parte da Criação , honrando a missão específica de cada uma, e permitindo que tudo é usado conforme a sua missão. Um objecto, feito pelo mão do Homem, carrega em si parte da energia do seu Criador. Querendo ou desejando um objecto só para o poder ter, é considerado uma falta de respeito para o Espírito do objecto, e consequentemente, do seu Criador.
Em sumo, é uma atitude de humildade e gratidão para com a Mãe Terra, de cujo seio nos chegam os recursos para sobreviver, para nos alimentar e termos abrigo.
Os ensinamentos da Renuncia ou Oferenda, são múltiplos , e chegam-nos cada vez que temos a oportunidade de partilhar - é uma altura em que  somos confrontados com os nossos sentimentos pessoais acerca da posse. Enquanto libertamos das ligações e conexões que nos prendem ao objecto, quando renunciamos do arrependimento que por vezes se segue a uma doação, quando chegamos a um ponto em que podemos dar, sem expectativa de ter algo em troca, seremos capazes de desprender e libertar o nosso Espírito, e permitir que este se eleve para além do entendimento limitado do Ser que fomos.

É a minha intenção de organizar uma Cerimónia da Renúncia durante o mês de Fevereiro. É um ritual de grande poder curativo e potencial iniciático, e também uma festa de partilha! Gostaria de pedir a todos que queiram participar, de me escrever, para podermos escolher uma data. É preciso algum trabalho anterior e consoante as inscrições podemos organizar uma reunião de preparação. Se conhecessem alguém que pudesse estar interessado, por favor, re-encaminham a mensagem.
Será uma cerimónia de Oferenda, de Entrega à Mãe Natureza, ao ar livre. O Cromeleque dos Almendres será o sítio preferencial, embora podemos combinar outro lugar.

2 comentários:

  1. Muito bom! Gostei muito... é pena estar longe!
    um beijo

    ResponderEliminar
  2. arKana - se tiver interesse em participar, pode vir só no dia da cerimónia... a preparação também podemos fazer por meio electronico. Ou,se quiser, podemos organizar uma ocasião para um grupo mais perto de si ;)
    Rietske

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...