Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Lua Cheia: Sol em Libra, Lua em Aries - a chave é a empatia

Os dias parecem passar com uma velocidade estranhamente rápida. Parece ontem que estivemos juntos, ao pé das pedras do Cromeleque, a celebrar a Lua - e a Lua já está novamente plena a brilhar, iluminando o céu nocturno com a sua Luz cada vez mais clara.
Ciclo após ciclo, ela dá-nos a oportunidade de olhar para quem somos. O céu nocturno orienta-nos para direccionarmos os nossos pensamentos para as áreas prioritárias, de modo que estejamos preparados para entrar em acção quando a altura chega.
A Luz da Lua de Outuno convida para permitir que os pensamentos alimentam as nossas visões durante as meses que se aproximam... assim, quando a nossa Primavera simbólica chegar, elas poderem florescer!

Nos tempos turbulentos que percorrem a Terra, é um conforto poder recorrer às qualidades equilibrantes das energias que fluem para a Terra, através do Sol, vindo do signo da Balança.
O período de Balança estimula a procura de um ponto de equilíbrio, processo que pede para fazermos escolhas:
- continuamos a viver em medo, ou escolhemos o amor?
- continuamos a ser servil à matéria, ou começamos a viver de acordo com os valores da Alma?
- continuamos a viver separados e em concorrência, pensando que existe o eu & o outro, o vamos começar a pensar a partir do "nós"?
- continuamos a depender das circunstâncias que a vida oferece ou começamos a assumir a nossa força de criação?

Balança pode mostrar que existe um meio-caminho, em que o mundo material pode equilibrar-se com o mundo da Alma. Existe uma Lei Universal, a lei da Harmonia através do Conflicto, que mostra como a victória é inerente à decisão de enfrentar dificuldades e experiências dolorosas - porque estas são os guias para chegar ao meio, onde está a Verdade.

A chave para chegar ao equilíbrio entre forma e conteúdo, entre matéria e alma, está em ultrapassar a barreira entre o pensamento que opõe o eu e outro, para chegar a um pensamento e visão do mundo em que o princípio fundamental é o " nós ", o conjunto.... Palavra-chave: empatia. Entendimento do outro, simpatia, compaixão, e a capacidade de visualizar como seria se estivéssemos na posição deles. Sem esquecer que precisamos da empatia para nós próprios também, quando começamos a converter estas atitudes em acções: não sendo demasiado crítico perante nós próprios, e vivendo, compreendendo plenamente cada momento da nossa vida. Através da empatia podemos estimular a nossa intuição superior, de fazer as escolhas certas, estas que pessoalmente precisamos, para poder chegar ao êxito, à alegria e felicidade.

Empatia e senso comum. Equilíbrio - entre conteúdo e forma, entre masculino e feminino, entre matéria e alma.

A palavra chave de Balança é o "conforto" - mas não no sentido de luxo. Balança é uma expressão da aceitação completa da relatividade das coisas. Uma pessoa pode ser livre quando se preencher de conforto e elegância - conseguido no equilíbrio dinâmico do caminho do meio.

Oposto a Balança está Carneiro (Aries), que tem como palavra-chave "capacidade de adaptação", indicando imediatamente o método para conseguir o conforto de Balança.

Com esses pensamentos, convido a todos para uma meditação:

Celebração e Meditação da Lua Cheia
Local: Cromeleque dos Almendres, Guadalupe, Évora
Data: 12 de Outubro (Quarta-feira)
Início: 19h.
Para a cerimónia no Cromeleque, é costume trazer uma oferenda em agradecimento ao sítio: um pau de incenso, um pouco de água, uma pedrinha, uma flor, ou o que achar adequado para exprimir a gratidão. Participação na cerimónia por donativo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...