Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

segunda-feira, 19 de março de 2012

Equinócio

O Equinóco do ano de 2012 ocorre na terça-feira, dia 20 de Março, às 5.14h. Vamos celebrar a efemeridade com uma meditação / saudação ao Sol, no Cromeleque dos Almendres... ao nascer do Sol (6.40h, a quem quiser assistir, convém estar um pouco antes desta hora).
Celebramos o primeiro dia da Primavera - quando o Sol entre no signo de Aries (Carneiro). Assim, marca também o início do ano astrológico ou solar. É literalmente o dia em que as estações mudam, devido à posição do Sol. A partir do Equinócio, os dias são mais compridos do que as noites, e até o Solstício do Verão aumentam em duração.

Equinócio significa literalmente "noite igual". No Equinócio, o Sol é posicionado directamente sobre o Equador, o que faz com que o dia e a noite sejam de duração igual, no mundo inteiro. Facto que ocorre somente nos Equinócios - que marcam a entrada na Primavera (agora em Março) ou no Outono (no Equinócio do Outono, no dia 22 de Setembro). Por isso, é a festa do equilíbrio - dia e noite, verão e inverno, mas também o colectivo e o individuo.

Há um significado astronómico (ver video) mas os povos que celebraram o início da Primavera, podem ter tido uma razão diferente. Por um lado, o aumento das horas de sol e, em consequência, da temperatura, era importante para a vida e para a angariação de alimentos. O Equinócio da Primavera assinalava um acesso mais fácil ao alimento. Nova vida desabrocha: as árvores florescem, plantas formam flores, muitas animais têm os seus crias nesta altura...a festa da Primavera é uma festa de fertilidade.
 A gratidão que sentiram por este facto, era exteriorizada e celebrada. Gratidão para com a Terra, gratidão para com o Sol, gratidão por estar a testemunhar o ciclo que torna possível a vida na Terra. As festas eram dedicadas à Grande Deusa, Mãe Terra, que nos acolha, que nos dá abrigo, que nos oferece sustento... A terra está pronta para ser  plantada. Na tradição celta, a festa de Ostara celebre que o Deus e a Deusa se apaixonam, e deixam de ser mãe e filho.  A semente da vida é semeada no ventre da Deusa cheia de vida e alegria. O Deus é devidamente armado para sair em sua viagem no mudo das trevas e  reconquistá-lo, para que posteriormente a luz volte a reinar. Ostara é o Festival em homenagem à Deusa Oster ou Ostara, senhora da Fertilidade, cujo símbolo é o coelho. Mais tarde, o festival passou para ter outra forma, mas com os mesmos ingredientes, e até um nome parecido: Easter (Páscoa).
A Deusa Ostara  (fonte da imagem)

Pelo menos desde os tempos da antiga Egípcia, é celebrado o Equinócio da Primavera. O monumento da Sphinx Grande está posicionado de tal modo que aponta para o nascimento do Sol no dia do Equinócio da Primavera.
Existem vestígios da tradição em muitas culturas. Por exemplo, a festa persa de  "Nowruz" (Ano Novo) também é celebrada na altura do Equinócio da Primavera. A festa tem uma duração de 13 dias, e é uma tradição que seguramente existe já há 3000 anos. Originalmente fazia parte da religião Zoroastriana.

Mesmo para as pessoas que não têm tendências religiosas ou espirituais, o Equinócio da Primavera pode ser uma altura de renascimento pessoal. Altura de fazer as limpezas da primavera, altura de organizar a vida, altura de fazer planos para os dias maiores, para a época em que se passará mais tempo fora da casa.


É no dia do Equinócio que o Sol entra no signo de Carneiro. Signo da força mental, das ideias, dos pensamentos. O signo também da individualidade - Carneiro faz um esforço para surgir individualmente a partir do passado signo de Peixes, que anunciou a chegada ao fim do ciclo, e à transformação - a morte simbólica.
Em Carneiro está a origem da direcção certa e da orientação certa. Sendo o primeiro signo do Zodíaco, representa a consciência primordial, a consciência que existe em potência; o início a viagem anual pelos signos, o primeiro da experiência da vida. Assim é um período de re-orientação e um esforço renovada da auto-consciência. Carneiro indica o primeiro passo no caminho da transformação. Tudo o que acontece é influenciado pelo pensamento e pela força mental. Tudo o que fazemos tem a sua origem na nossa consciência e nos nossos pensamentos, e neste mês a força dos nossos pensamentos é ainda maior.

É uma lei. Energia segue o pensamento. Ao pensar, damos forma a uma ideia - que em seguida toma forma material. Pensamentos que criam - mas somos criativos com os nossos pensamentos? O que queres criar? O que pensas?


(mais sobre a celebração dos ciclos da natureza)



Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...