Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

domingo, 29 de julho de 2012

A única saída é para dentro


No dia 2 de Agosto a Lua estará Cheia, aparecendo no signo de Aquário, enquanto o Sol se encontra em Leão. Um momento para reflectir onde estamos no nosso caminho - e para onde vamos. Os tempos são difíceis.. e os astros parecem indicar que a única saída é para dentro de nós.

Vivemos numa transição da Era de Peixes para a Era do Aquário – não só para a Terra, mas o inteiro sistema solar está a passar para uma nova posição no Zodíaco. O ciclo total tem uma duração de cerca de 26.000 anos. Sabemos que , ao decorrer um ano, a passagem cíclico pelos signos solares, oferece-nos a oportunidade de crescer como ser humano espiritual, dentro do mundo em que vivemos. Numa escala maior, isto é, para a humanidade como um todo, o mesmo acontece com o grande ciclo das Eras. Na Era do Aquário, o verdadeiro espírito do Aquário vai se revelar na humanidade. Mas antes haverá um ponto de viragem, um periódo de mudança.
Uma crise de consciência colectiva – que cada um de nós experimentará na sua própria vida, de acordo com o objectivo da sua vida, e de acordo com o nível da consciência do tempo que se vive.

E que nos encontramos num ponto de viragem, é mais do que óbvio. Basta ver as notícias diárias: as dificuldades na sociedade, devido à crise financeira, teimam em complicar-se cada vez mais. Cada vez que os governos europeus (e mundiais) asseguram ter encontrado uma solução, novas dificuldades surgem.
Podemos encontrar uma explicação nos planetas que se movem mais lentamente – a sua influência perdura mesmo após ter estado no ponto de maior efeito.
Nos tempos que vivemos, estamos num ciclo de quadraturas exactas entre Urano e Plutão, a primeira das quais ocorreu a 24 de Junho de 2012. No total serão 7 até 2015.

A tensão que esta quadratura provoca, parece ser uma que indica que grandes mudanças estão prestes a acontecer. Estamos a sentir um desejo de mudar e de seguir uma nova direcção (Urano) enquanto ao mesmo tempo encontramos os nossos bloqueios psicológicos (Plutão) que nos fazem sentir pequenos e incapazes.

Com estas influências, a Lua Cheia de 2 de Agosto diz nos que o escape indicado é a nossa intuição espiritual mais elevada. É nela que podemos confiar para navegar pelas mudanças, que serão inevitáveis, na direcção de uma solução com que podemos ser felizes. O Universo parece dizer, se queremos sair da situação de maneira satisfatória, temos que olhar para dentro, e encontrar as respostas que estão dentro do nosso Eu Superior Espiritual. O Universo ajuda-nos, apontando o caminho e favorecendo o entendimento, para que escolhemos o caminho certo para vermos a solução para os nossos problemas.

A simbologia dos corpos celestes é um apoio importante nisso. Para a posição de Aquario e Leão – os signos se se opõe na Lua Cheia de 2 de Agosto – Marc Edmund Jones descreve os seguintes símbolos (em “The Sabian Symbols in Astrology”) .

Aquario a 11º Homem a encarar a sua inspiração. É um símbolo de satisfação, devido às experiências transcendentais do Ser, e de uma realização nova que cada individuo vive numa intimidade consistente com as suas veracidades espirituais, de toda a espécie. Fica implícito que há uma necessidade de agir, continuamente, de traduzir todas as visões para aplicação práctica, na interesse do Eu. Ao aceitar a lei e ordem universal da vida, o Ser Humano sente que deve mostrar as suas próprias capacidades especiais e únicas, e re-encontrar a causa à qual dedicar as suas realizações. A palavra chave: Extase. Levado pelo positivo, esta posição de Aquário leve a um idealism entusiasta, e a um desejo sem descanso de servir o outro. No negativo, o momento leva a uma auto-obsessão completa.

Leão a 11º Crianças num baloiço num carvalho gigante. O símbolo indica satisfação obtida pela vivência normal do Ser. Também há indicação de uma nova realização da confiança que resulta da capacidade do Ser Humano de se sustentar ao nível físico e social. Implícito fica um refrescar do espírito, através do desenvolvimento contínuo das suas responsabilidades na maneira que se manifesta a si próprio. Ao aceitar a lei e ordem universal da vida, o Ser Humano consegue uma concepção cada vez melhor da sua realidade pessoal. A palavra-chave: Prazer. No positivo, é uma posição em que se encontra um deleito consistente em todas as fases possíveis da vida, bem como uma generosidade real a partir do eu. No negativo, surge a preguiça, aclamada como se fosse virtude.

Leão e Aquário são opostos nas suas características: Leão mostra individualidade e auto-consciência, enquanto Aquário exprime a consciência pura universal e de conjunto. Aquário põe os seus talentos e qualidades naturalmente ao serviço do bem comum.

Leão desenvolve, a partir da personalidade (o nosso ego) a força de poder estar nos seus próprios pés. Adquira autenticidade e capacidade de se gerir a si. Assim, consegue liderar, seja em grupos pequenos ou grandes, em empresas ou na política ou seja onde for.
Mas a ordem universal pede ao Ser Humano, ter consciência de quem É, para depois poder pôr a sua capacidade ao serviço do bem comum. De moldar a consciência individual para que se une com a consciência colectiva.

Integrar a força de Leão e a força do Aquário, é como unificar fogo e água. O fogo do Leão procura reinar, mas a água do Aquário, inevitavelmente, acaba por impor a necessidade de união com o grande conjunto...
Vendo os símbolos em conjunto, vemos que sublinham a necessidade de entender e reconhecer que estamos todos ligados, todos criados a partir da mesma força maior. Podemos confiar nesta força e recorrer à mesma para apoio e aconselhamento. Conhecimento é poder, mas o conhecimento ou sabedoria espiritual é ainda maior, porque permite que criamos o que desejamos, se seguirmos o seu aconselhamento e apoio.

Os símbolos guiam-nos de volta à nossa intuição superior, à nossa imaginação, e à comunicação interior com o nosso Eu Superior. A ênfase está na utilização destes dons oferecidos pelo Universo: devemos converte-los em realidade. Ao mergulhar no nosso interior, confiando o nosso eu Superior Espiritual, podemos chegar a um entendimento do nosso lugar no grande conjunto. A compreensão aprofunda-se enquanto soluções surgem e tornam-se mais claras.

Chegamos a um ponto em que se dá a criação de “momentum” – a força interior criada com entusiasmo, energia sem limites, e vontade de poder viver a vida tal como se deseja. Podemos lembrar disso, ao olhar para a Lua Cheia em Aquário. Ela dá a confiança que o caminho certo para encontrar as respostas, é para dentro.

2 comentários:

  1. Olá Rietske, mais uma vez gracias por partilhar sua intuição e seus estudos. Sempre que venho aqui aprendo tanto!. Acho que conseguia ficar sentada a ouvi-la discorrer horas a fio. Por enquanto tem de ser por telepatia. Tenho de repetir-me adorei este texto!. obrigada e continue por favor a iluminar.abraços fraternos.

    ResponderEliminar
  2. Olá Isa, agradeço as suas palavras amáveis. Continuarei, espero que sim, enquanto houver inspiração e enquanto posso servir o Grande Espírito ;) Abraço do coração

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...