Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

sábado, 27 de outubro de 2012

Lua Cheia em Touro: a questão da lealdade

No próximo dia 29 de Outubro é Lua Cheia. O Sol (representando a nossa parte consciente) está em Escorpião, signo de Água, enquanto diametralmente oposta se encontra a Lua (representando a parte do subconsciente) em Touro, signo de Terra.


Os dois signos estão em polos opostos no Zodíaco, mas os elementos água e terra são complementares e podem trabalhar em conjunto quando a pessoa em questão está disposto a cooperar também. Pode haver a impressão que as forças do Sol e da Lua estão a puxar cada um para o seu lado.
Touro é um signo de Terra, tendo como características associadas o sentido físico,o  toque, o tangível...Touro está com os pés na terra, é realista. Representa de certo modo a nossa ligação com o exterior, a nossa existência num mundo físico. Escorpião por seu lado tem o poder emocional profundo, trabalha sobre o instinto... representa o que há de mais escondido dentro de nós, as memórias de um passado bem profundo.
Na conjugação dos dois signos, podemos sentir questões de segurança, tanto acerca de segurança material e financeira como da auto-estima. Uma boa altura para reforçar a imagem que temos de nós, para sentir-nos confortáveis dentro do nosso corpo, ou para curar e restaurar a auto-estima.

A Lua Cheia em Touro pode revelar o nosso apego e teimosia, que podem ser tão grandes que se tornam uma ameaça para a saúde e o bem-estar. Ao mesmo tempo, Escorpião exerce pressão sobre os assuntos antigos, nos confins da nossa mente, para que se resolvem e libertem. É a força das grandes provações...o Tudo ou Nada, viver ou sucumbir - sem concessões ou compromissos, porque o que está no jogo é a evolução da Alma! O tempo de Escorpião é tempo de lembrar a morte e os mortes, e de concentrar nos valores espirituais.

E é aqui mesmo que encontramos a grande questão desta Lua Cheia:
Onde ou com quem está a nossa lealdade? E o que nos custa a nossa lealdade, em termos espirituais, mentais, emocionais ou físicos? Será que estamos apegados a alguém ou algo, mesmo sabendo que prejudica a nossa saúde? O que fazemos quando estamos ligados a uma amizade que desde há muito está numa onda que não é nossa, e que agora é um peso morto no nosso caminho? Ficamos leais? Somos leais ao apego à posse em vez de valores mais profundos? A lealdade é muito bonita, mas a lealdade mais importante ainda é ao Espírito.
A Lua em Touro traz algo de sensual... uma tentação para satisfazer desejos emocionais, com tudo que estimula os sentidos físicos. Ainda mais com o Sol em Escorpião, regente dos orgãos reprodutores. A Lua Cheia deste mês é chamada o "Hunter's Moon", o que pode ter um segundo sentido ;).

A Lua Cheia oferece assim uma oportunidade de reflectir sobre o processo de transição e de abrir mão do apego que temos ao corpo físico. Os assuntos escondidos serão iluminados, a altura é perfeita para voltar a sentir que vida faz sentido! A energia de Touro que flui em abundância na luz da Lua Cheia apoia o processo de enraizamento, e dá espaço para podermos sentir que é possível ultrapassar a sensação de estar preso. Dá  espaço e energia para libertar o apego ao que é tóxico e pouco saudável. Dá espaço para um alinhamento novo, agora com o Espírito, com o Divino.
A energia é sólida, concentrada e vai reforçar a intenção que manifestamos perante a Lua Cheia.

Celebração e Meditação da Lua Cheia
Local: Cromeleque dos Almendres, Guadalupe, Évora
Data: 28 de Outubro (Domingo)
Início: 17.30h.

Para a cerimónia no Cromeleque, é costume trazer uma oferenda em agradecimento ao sítio: um pau de incenso, um pouco de água, uma pedrinha, uma flor, ou o que achar adequado para exprimir a gratidão. Participação na cerimónia por donativo.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Co-criação: para um Mundo harmonioso

Todas as pessoas são iguais, pelo menos num aspecto. Todos procuramos escapar ao sofrimento e viver em felicidade.
Nas últimas décadas, ao fazer a entrada na Era de Aquário, começou a ficar claro o que as filosofias orientais já ensinam desde há muito: todos temos o direito de viver em felicidade,e para isso, fazer o nosso caminho individual.

 Ao mesmo tempo, tornou-se cada vez mais clara que tanto a solução para o sofrimento como o caminho para a felicidade, se encontram não só dentro de cada um como também naquilo que podemos viver em conjunto com o outro. 
A matéria, durante séculos elogiada como fonte de felicidade (porque podia libertar o Homem do sofrimento associado à luta pela sobrevivência física!) transformou-se ela própria numa fonte de sofrimento, de desigualdade e de escravatura. O estado actual, em que a crise financeira desencadeou uma crise social e política, sublinha a necessidade da procura de outras fontes de felicidade e outras vias de libertação.

A procura de uma saída do sofrimento é antigo. A via da compaixão foi anunciada por Mestres de muitas tradições. A parte da mensagem destes Mestres que aqui gostaria de realçar, é que é através do amor e bondade para com o outro, que conseguimos a nossa plena realização como Ser Humano. Dentro do nosso coração, podemos descobrir a nossa verdadeira natureza. Na nossa essência somos o Amor Divino, o Amor e Bondade. Somos o Buda em potência (ver também este post).
Tradicionalmente pensou-se que era preciso caminhar um caminho longo antes de termos acesso a quem realmente Somos. Felizes e tranquilos. Vivendo a plena realização, no Aqui e Agora.
Complicado? Não tanto quanto parece!

(Devo chamar aqui atenção para a importância de estarmos conscientes do que se passa com o nosso corpo emocional. O acesso a quem Somos passa pela disponibilidade que temos para mudarmos, para curar o nosso corpo emocional, para desapegar dos hábitos que nos colam ao corpo como se fosse uma segunda pele. E isso pode não ser tão fácil, principalmente quando ainda confundimos o Ego com o Eu.....(pode ver sobre o tema os posts sobre a cura do corpo emocional ou a limpeza do karma).

Na base dos ensinamentos, está a noção que tudo que existe, é uno. Disso há cada vez mais consciência, bem como prova científica. Tudo que existe é energia, e tudo está ligado entre si. Há uma interdependência entre a matéria, os seres, entre tudo que foi criado a partir de outra coisa. E há uma teia de ligações - kármicas, físicas, emocionais - entre os seres humanos.
Somos Seres Humanos. Entre as formas de vida sencientes, a forma humana é vista como a mais preciosa. Somos capazes de sentir, tanto o prazer como a dor. Além disso, temos consciência e capacidade de tomar decisões, de escolher entre a felicidade e o sofrimento. Assim, dispomos de ferramentas preciosas para poder evoluir, em termos espirituais. É uma dádiva sem igual, porque a capacidade de escolha, permite-nos criar o nosso mundo, bem como as condições em que vivemos.

Os místicos e mestres ensinam-nos que é a nossa mente iluda-nos e faz-nos crer que vivemos separados dos outros. Criou uma imagem em que existe um "eu" e, separados deste eu, "os outros". A mente perpetua a ilusão por receio, pelos medos que de facto foram criados pela própria ilusão de separação. Medos de ficar sozinho, de não ser reconhecido, de ser atacado ou sugado, medo de sofrimento.
No entanto, a sensação de pertença e o sentimento profundo de União estão ao nosso alcance, desde que estamos dispostos a ir além dos padrões habituais dos pensamentos e reacções emocionais. Desde que estamos dispostos a aceitar e viver a verdade que somos UM com toda a criação.

Para cada um de nós a União com o grande Conjunto é essencial ao nível espiritual e pessoal. Mas para a Terra é vital que passamos a viver em União: um mundo criado na base da experiência da União, é pacífico, sustentável, saudável, e conhece a prosperidade: é um mundo que funciona para Todos.

Assim, é de importância vital que fazemos da União uma realidade.
Quando começamos a criar esta realidade, a intenção colectiva dá uma força incrível. É criado um Egrégora, a partir da mente colectiva. (Tema aprofundado neste post)

Como funciona até é muito simples!

Imagine a qualidade e riqueza de sua vida. Imagine como é este mundo diferente, que podemos criar.
Imagine um mundo onde todos se sintam bem-vindos e queridos ...
Imagine um mundo onde todos sabem, no fundo de seus corações, que fazem parte ...
Imagine um mundo onde todos nós reconhecemos que somos parte de uma família global ...
 
Onde há respeito, responsabilidade, liberdade, reconhecimento ...
Onde cada um é visto e reconhecido tal como é, em toda a sua potencialidade humana ...

Parece um sonho, mas não é.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...