Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Lua da Colheita: Sol em Virgem Lua em Peixes

Na proxima quinta feira, dia 19 de setembro, o momento exacto da Lua Cheia será durante o dia, às 12.03h. Ela vai nascer às 19.30h, ainda 99,6% cheia!

 

Os ciclos da Lua Cheia, e a viagem anual dela através dos céus, passando por todos os signos do Zodiaco, lembra-nos da nossa viagem espiritual aqui na Terra. O ciclo anual representa o processo de evolução que passamos como seres humanos; os ciclos mensais levem-nos a pensar nos vários aspectos da nossa vida em que evoluimos, crescemos e nos realizamos como seres espirituais que somos.
Mesmo quando consideramos que, como seres humanos, somos seres biológicos efémeros, sabemos todos também que trazemos dentro de nós uma centelha divina que é intemporal e imortal.
Esta centelha, esta luzinha, é a nossa realidade espiritual escondida, que protegemos e alimentamos até ser o momento certo e a personalidade estar preparada, para se revelar no mundo.
Todas as formas físicas são portadoras de uma realidade espiritual, mas a forma humana é a melhor apetrechada para trazer à Luz do Mundo, a sua realidade. Temos acesso à consciência, e temos a capacidade de sentir e de saber o que sentimos. Temos capacidade de tornar tangível e visível aquilo que foi a finalidade de todo o processo de criação. O ser humano, revelando-se, revela ser um/a Filho/a  Divino/a.
Pessoalmente, sinto que é através da nossa expressão que a Fonte que Tudo Criou, se exprime. Todas as nossas transformações que nos levam a sentir mais Luz e mais Amor, são preparativos para esse fim.

(fonte da imagem)
Neste período, em que o Sol passa pelo signo de Virgem, a nossa personalidade desenvolve e tudo se torna mais clara e pura. Falamos e agimos com cuidado, há atenção honesta para connosco e com os outros, há tempo para meditação e investigamos com sentido crítico os valores mais profundos da nossa vida, para poder renovar as linhas filosóficas que seguimos. Virgem traz a energia feminina e os princípios associados: habita dentro de nós uma Alma de que cuidamos para dar à Luz. Somos a Mãe e o Filho ao mesmo tempo, somos quem carregue e protege a vida interior tão sensível e amável. (mais sobre o signo Virgem)

Os símbolos associados à posição da Lua e do Sol, dão um vislumbre sobre os aspectos importantes no ciclo actual. Nesta Lua Cheia, o Sol estará a 27º Virgem - e o símbolo Sabian associado é: um grupo de senhoras, nobres, que se encontram numa cerimónia na corte.
A nobreza tinha o poder de influenciar as mudanças, ou parar mudanças. A imagem em si parece referir que agora é importante focar a energia feminina através de rituais. Durante anos, temos experimentado como a força da meditação é capaz de influenciar a "realidade". Agora podemos usar o nosso lado feminino, o lado direito, intuitivo e sensível do cérebro , para imaginar o que gostariamos de co-criar com a Fonte. Encorporamos a nossa visão espiritual. Somos capazes de criar um mundo novo.

(fonte da imagem)
Com a Lua em Peixes, é altura de aceder à criatividade e imaginação que há em nós. Peixes dá acesso à dimensão invisível e cósmica da vida. Peixes está em contacto com o Oceano Primordial, os fluídos de onde tudo nasceu. Por isso, está tudo bem se porventura precisamos de chorar um pouco para poder limpar a ardósia onde está escrita a história da nossa vida.
É altura de ver o que fizemos com os nossos talentos. O símbolo Sabian para a Lua, que estará a 27º em Peixes, é: a Lua da Colheita ilumina um céu outonal aberto. O astrólogo Dane Rudhyar explica que o símbolo refere à luz da realização que abençoa o trabalho bem feito.
A nossa colheita nesta altura é a acumulação de todos os esforços que fazemos para criar uma vida mais profunda e plena, tanto para nós como para o mundo.



Meditação e Cerimónia da Lua Cheia
Cromeleque dos Almendres, Guadalupe, Évora
19 de Setembro de 2013, às 19.15h

 
É costume trazer uma oferenda para agradecer ao sítio: um pau de incenso, um pouco de água, uma flor... ou o que achar adequado para exprimir a gratidão à Mãe Terra.
A contribuição para a cerimónia em si, é por donativo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...