Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Ir além da percepção polarizada: Lua Cheia em Caranguejo, Sol em Capricornio

É altura de seguir em frente, além da percepção polarizada!!
O Sol acabou de inverter os pólos. Sei que não foi um evento para ficarmos alarmados ou preocupados. Dito isso, também é bom perceber que assistimos a um impacto enorme sobre quem procura evoluir a nível da consciência. No final de Dezembro, foi com um impacto enérgico, que nos fez "cair de lado", que iniciamos um novo ciclo anual. Os primeiros meses do ano podem ser uma experiência fenomenal, se aproveitamos o momento e aplicamos a mudança da força ao nosso campo energético pessoal, ao nosso dinamismo, e a nossa percepção... que até agora estava dominada pela polarização antiga. Um novo matriz de Luz está a espera de ser explorado!
Estamos a viver um momento intenso, agora que os polos do Sol se inverteram. O ciclo solar, após o Solstício, arrancou de um modo diferente,estando a polaridade da energia do Sol "de pernas para o ar" . Boa altura de reajustar a nossa percepção do mundo. Até agora, o modo dominante dos nossos pensamentos foi de separação - uma percepção do mundo em que nós nos encontramos de um lado, e o mundo do outro... em que o feminino e o masculino estavam opostos... em que havia energia "negativa" para afastar e energia "positiva" para atrair... 
Agora, a percepção está a mudar para a inclusão: nós SOMOS o mundo em que vivemos. Tudo faz parte e reunimos na nossa consciência os pólos que até agora experimentamos como opostos.


É um bom mote para a meditação da Lua Cheia de 15 de Janeiro. A Lua, que na madrugada do dia 16 chegará a estar 100% cheia, será iluminada pela Luz do Sol em Capricórnio.

Capricórnio é um signo misterioso, simbolizado pela cabra montês que procura alimento nos sítios mais altos, mais rochosos e menos férteis do mundo. Um signo da Terra que procura concretizar e endurecer. Através esforço próprio e trabalho árduo, o Capricórnio chega aos picos mais altos dos assuntos mundanos.
Capricórnio tem a capacidade de aceitar as durezas do Karma e transformar as mesmas em valores espirituais mais altos. O caminho de Capricórnio é um caminho de provações... como é o caminho do Ser Humano.

Curiosamente, o signo astrológico é tradicionalmente imaginado como uma cabra montês com cauda de peixe... A mitologia ligada ao Capricórnio data de uma era antes dos Gregos antigos.

Na altura asociava-se o signo a Ea, um deus poderoso (Babilónia) que vivia no oceano. Durante o dia Ea saía da água para olhar a Terra, à noite voltava ao mar. Ea usava um manto que assemelhava a pele de um peixe, incluindo a cabeça e a cauda. Um dos seus muitos nomes era "Antílope dos Mares"... Ea é um dos grandes iniciados culturais, que surgia dos mares para ensinar o Ser Humano que vivia em terra firme. Ensinava como construir cidades, ensinava matemática e geometria, enfim, todo o conhecimento que a humanidade alguma vez recebeu era creditado a ele. Além de Ea, os nomes incluiam "Oannes" ou "Dagon". Era suposto passar as noites nos oceanos, visto que era um anfíbio.

 Vemos neste signo os extremos - o Capricórnio tem a capacidade de personificar o melhor e o pior que possa haver no ser humano. Os valores mais altos versus o egocentrismo mais puro.
É significativo nisso que a zona do corpo regida por Capricórnio, é a zona dos joelhos. Simbolicamente, isto ilustra o facto que é nesta altura que o Capricórnio (e a humanidade toda que está a passar pela influência do signo) aprende a ajoelhar-se em humildade. É nesta fase que o Ser Humano, humildemente ajoelhado, está disposto a oferecer de alma e coração, aquele cume rochoso que alcançou, ao objectivo final da sua Alma: o serviço incondicional à Terra. Quando for capaz disso, chegará à altura da sua iniciação para poder aceder aos segredos da Vida.

Altura então de unir os opostos e surgir, liberto das vicissitudes do Ego, para uma nova percepção unificada do Mundo!



Celebração da Lua Cheia
Cromeleque dos Almendres, Guadalupe, Évora
4a feira, 15 de Janeiro de 2014 às 18h
 
É costume trazer uma oferenda para agradecer ao sítio: um pau de incenso, um pouco de água, uma flor... ou o que achar adequado para exprimir a gratidão à Mãe Terra.
A contribuição para a cerimónia em si, é por donativo. 


Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...