Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

segunda-feira, 28 de abril de 2014

O passo seguinte - aceitar, ancorar, alimentar a Mudança

No dia 14 de Abril, a Lua Cheia e o eclipse lunar total trouxeram para a Terra a energia combinada de Balança e Carneiro. Há um incentivo para passarmos a pensar e viver de maneira diferente e novo, com o intuito de restabelecer o equilíbrio na Terra, no seu conjunto.
O eclipse lunar é o início de um período energético que terá o seu fim com o eclipse solar do dia 29 de Abril. Entre dois eclipses temos espaço para integrar a nova energia no nosso Ser, sentir nos níveis mais profundos do nosso Ser o que o equilíbrio e a liberdade interior significam. A partir da Lua Nova podemos começar a plantar a semente da mudança no mundo que nos rodeia!

Para ancorar no nosso corpo a energia cósmica recebida, é importante sentir e confirmar o equilíbrio entre os aspectos feminino e masculino interior - o equilíbrio encontrado na energia da Lua Cheia e activado pelo eclipse.
Entretanto, ainda estamos sob a influência da Grande Cruz Cardinal. Esta formação simboliza uma grande mudança, um ponto de viragem. Grandes mudanças, pela sua propria natureza,  podem provocar grandes medos. A perspectiva de mudança empurra-nos para fora da nossa zona de conforto, mas é aí que podemos encontrar novos caminhos e energia renovada. O melhor que podemos fazer é aceitar a mudança na nossa vida, e entrar no silêncio interior para saber para onde o coração pede para virar.
O periodo pode ter sido de grande turbulência, ainda mais porque as pessoas vêm com mais clareza e também começamos a falar com palavras mais directas e claras.

E agora estamos na vespera do eclipse solar, que terá lugar no dia 29 de Abril, entre 6h e 7h de manhã. Só será visível no hemisfério Sul - mas o efeito afecta a Terra como um todo. O eclipse solar é como o momento após o nascimento (sendo o Grande Cruz Cardinal, pelo carácter de mudança profunda, o nascimento metafórico). O momento em que nos começamos a aperceber o quanto as nossas vidas estão a mudar! O novo estado energético, toda a situação nova em que nos encontramos, começa a revelar as suas implicações e consequências.
Acontece a 9º em Touro - curiosamente, o símbolo Sabiano para esta posição é uma árvore de Natal - como se anunciando muitos presentes na festa da Luz que Volta à Terra.

Muitas presentes  nos aguardam - e obviamente, há surpresas agradáveis e desagradáveis, nem sempre gostamos o que recebemos, como nem sempre queríamos receber o que é supostamente para o nosso bem.
O tempo é de termos muita atenção à energia que geramos, porque a força de criação é cada vez mais forte e imediato. Por isso, é bom ter algum discernimento na reacção às surpresas e à mudança. Se tivermos reacções com cargas emocionais que não desejamos, é caso de libertar a energia gerada quanto antes. Se notamos receio, irritação, inveja, orgulho, ressentimento, ou qualquer outra emoção destrutiva, é muito importante voltar logo ao coração para recomeçar a respirar a nossa própria energia e harmonia. Respira fundo e liberta - para poder inspirar o que é bom para ti!
É também voltando continuamente à respiração pelo coração, que podemos continuamente alimentar a nossa criação e ter a energia necessária para as coisas produtivas, harmoniosas, para o crescimento.

O eclipse solar chama ainda a atenção para o risco que existe em achar que chegamos a um destino fixo - seja um destino que desejamos ou uma situação em que sentimos mal. Nada é definitivo. Seja onde for que nos encontramos, a viagem continua - independentemente da sensação que a situação dá, bom ou mal. A vida é mudança. Mudança é vida. É virtualmente impossível chegar a um ponto em que as coisas ficam como são, mesmo quando as coisas estão como as desejamos..... porque no fim, o estado a que desejamos chegar, também muda ;) Tudo muda, altera, flui.
O eclipse solar acontece em Touro, conhecido pelo desconforto que tem em relação à mudança. Este momento lembra-nos que tudo que existe, é mudança. Nada dura para sempre, tudo é transitório.

Assim recebemos o que parece ser uma mensagem dupla: precisamos de alimentar a nossa criação e o sonho do coração, enquanto aceitamos e apreciamos o momento sem pedir mais. Quando podemos conciliar estas duas facetas, teremos uma vida satisfatória e pacífica.
Precisamos a aceitação para o tempo em que nutrimos o sonho e a criação - não fazer isso vai levar nos a um vazio sem presença. Enquanto pode parecer que nada muda, a vida continua a ser um milagre. Tudo pode acontecer - e nós, à partida, estamos abençoadas com a Vida a acontecer à volta, dentro, e através de nós.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...