Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Lua Cheia em Touro: Wesak, a festa do Buda

Na segunda feira, o momento exacto da Lua Cheia será de madrugada, às 4h43m hora de Lisboa.
Vamos celebrar na noite de domingo, 3 de Maio, ao nascer da Lua/pôr do Sol, a partir das 19h45, no Cromeleque dos Almendres, em Guadalupe, Évora.
Quando o Sol está em Touro, é celebrada a festa da Wesak na altura da Lua Cheia. (há textos acerca desta festa, clique aqui ou aqui)
Deixo aqui também um vídeo sobre a celebração de Wesak, que inclui sugestões para poder usufruir de forma melhor a energia que fluirá para a Terra durante o período da Lua Cheia.
(existe também uma versão em inglês)

Wesak é uma ocasião extraordinária para sintonizar com a consciência universal para a criação de Paz na Terra. Todas as pessoas empenhadas na sua evolução espiritual, que meditam e abrem os seus sistemas para a energia divina entrar, podem contribuir para que seja aberto um portal de Luz. A intenção é que a energia do Amor e Bondade, a energia da vontade de fazer o Bem, posso ser recebida pela Humanidade.

A Lua Cheia deste fim de semana anuncia dias intensos. O período da Lua Cheia é sempre uma altura propícia para a introspecção. A Lua vai iluminar os lugares mais escuros que temos cá dentro, para lembrar que aquilo que se encontra na sombra também faz parte de nós e merece a mesma atenção, amor e bondade como aquilo que gostamos de nós. Aquilo que vamos encontrar, será a verdade. O melhor que podemos fazer é olhar para a verdade e aceitar, sem julgamento, o que encontramos. Os tempos do fazer de conta passaram, já não será possível pretender que somos perfeitos ou  disfarçar aquele feitio complicado. Mais vale sermos honestos e abraçar o que encontramos, porque é no reconhecimento de quem somos por inteiro que encontramos força para a nova fase.

Domingo, 3 de Maio, às 19.45h
no Cromeleque dos Almendres, Guadalupe, Évora.

Para a cerimónia no Cromeleque, é costume trazer uma oferenda em agradecimento ao sítio: um pau de incenso, um pouco de água, uma pedrinha, uma flor, ou o que achar adequada para exprimir a gratidão.
A participação na cerimónia é por donativo.
Estão todos bem-vindos!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...