Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

terça-feira, 7 de março de 2017

Celebramos a Lua Cheia em Virgem com a Cerimónia de Fogo


A 12 de Março a Lua Cheia surgirá no signo de Virgem. Signo de Terra que traz foco, atenção para os pormenores e perfecionismo. A Lua Cheia em Virgem parece vir para criar a ordem no caos provocado pelos eclipses recentes tão fortes. Ainda estamos a recuperar do eclipse solar em Peixes, que foi marcado pela energia da finalização. A energia do adeus - que também puxou pelos assuntos mais escondidos da alma. Sensações de sentir não-amado; de solidão ou de estar completamente deslocado, no espaço e no tempo errado; sensações de desilusão com as crenças a que estivemos agarrados, crises de fé; muitos de nós sentirem a confusão em geral.

Estamos a recuperar ainda, e Virgem vem à nossa ajuda, pedindo que pomos os assuntos emocionais aparte para podermos focar naquilo que realmente deve ser feito.

Vamos poder concentrar nos pormenores, seleciona-los e resolver as questões uma de cada vez. Tudo isso vai produzir efeitos rápidamente, vamos sentir-nos melhor uma vez abrindo caminho no caos, construindo novamente estrutura e ordem.

Altura de limpeza, de arrumar a casa mas igualmente a rotina, o espaço vital, a agenda.

Parece importante lembrar, que a altura é igualmente de cura. No seu lado mais escuro, Virgem pode ser negativo, cheio de auto-critica, auto-julgamento e até ressentimentos. Estas emoções fecham o nosso coração, intoxicam os sistemas. Talvez por isso, Virgem também é o signo de cura e de bons cuidados. Chiron, planeta que representa o curandeiro ferido, está em conjunção com o Sol em Peixes - o que indica que poderá ter lugar uma cura. Chiron representa não só aquilo que precisa de ser curado como igualmente o caminho para a cura - através da compaixão. Lembramos o poeta Rumi: "através do amor, toda a dor vai virar remédio..."

A Luz da Lua Cheia vem do Sol em Peixes - signo da União, da compaixão e da consciência superior. Sensível, sonhador e poético, traz em potência o calor humano e a empatia necessários para poder trazer a libertação. É o fim do caminho, o chegar à meta.

Também é o signo da Morte - o que pode ser a morte do corpo, ou uma parte da vida. Pode ser que um transtorno antigo agora pode ser reconhecido e liberto. Ou que uma amizade ou amor não-desejado chega ao fim - ou que o apego à uma linha religiosa finalmente é dissolvido.
Mais um ciclo fechou... voltamos ao início, voltamos à nossa essência. Talvez seja altura de morrer um pouco, para poder iniciar uma nova fase.


A Cerimónia de Fogo que vamos fazer no dia 12 de Março, será um ritual de libertação.
O fogo, símbolo da Luz que está sempre connosco, é também um símbolo da força de transformação.
Trazemos para cerimónia aquilo que consideramos os padrões negativos que queremos libertar ou a fase de crescimento que desejamos fechar. Passamos isso para um papel, ou pode haver uma transferência mental para um material combustível, uma folha, um pau... Depois haverá uma meditação em que é dado espaço para tomar consciência que somos nós que precisamos de tomar as rédeas da nossa vida, que somos nós os responsáveis para a nossa energia e harmonia. E a primeira acção é lançar os padrões do passado para o fogo, para que se transformem em Luz, calor e cinzas férteis. Das cinzas da aprendizagem nasce uma nova vida...
Finalmente, lançamos também para o Fogo, agradecimentos para a Mãe Terra e os nossos desejos para o futuro. Quais são as qualidades que trazemos para a Terra, quais são os nossos dons? O que faz o coração feliz? São estes elementos que precisam de ser postos à descoberta. A Terra precisa que o brilho volta aos nossos olhos, que vivemos em consciência a nossa razão de Ser.

Sabemos que vivemos em interdependência com a Mãe Terra, tal como vivemos em interdependência com todos os seres humanos. A roda à volta do Fogo simboliza esta União. Se quiser pode trazer o seu tambor!


Meditação da Lua Cheia - Cerimónia de Fogo
Domingo, 12 de Março, às 17.30h

Cromeleque dos Almendres, Guadalupe - Évora

Para a cerimónia no Cromeleque, é costume trazer uma oferenda em agradecimento ao sítio: um pau de incenso, um pouco de água, uma pedrinha, uma flor, ou o que achar adequada para exprimir a gratidão. 
Desta vez todos são convidados de trazer algo que possam oferecer ao fogo - aquilo desejam transformar na sua vida. Pode ser um escrito, pode ser um símbolo. Também pode trazer uma oferenda ao Fogo em sinal de agradecimento.

A participação na cerimónia é por donativo.
Estão todos bem-vindos!



  





Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...