Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

terça-feira, 20 de março de 2018

Equinócio da Primavera: Quem sou Eu?

Hoje, dia 20 de Março, às 16h15, o Sol passe o equador celestial, equivalente a linha imaginária do equador terrestre. O Sol passa do Sul para o Norte, dando início ao Outono no Sul, e à Primavera no Norte. "Equinócio" é um termo que deriva do latino e significa: "noite igual". É neste dia que dia e noite tem sensivelmente a mesma duração na Terra toda.
Embora podemos experimentar a Luz e a Sombra como estados separados, é na altura do Equinócio que somos lembrados que a luminosidade e a escuridão existem verdadeiramente apenas em relação uma da outra. Na realidade,  o Todo existe somente quando ambas estão presentes.

Quando abraçamos esta visão do "oneness" ou "ser inteiro", podemos ver pessoas, eventos, relações e emoções de um ponto de vista novo. Podemos sentir a conexão entre o tudo-que-É.
Precisamos Luz e Sombra para sermos inteiros. Precisamos da nossa força feminina e da força masculina para ter equilíbrio. Precisamos do confronto com a dor para ter o insight que precisamos de procurar o amor. Precisamos da morte para renascer, da noite escura da vida para entrar num novo ciclo. O Yin nasce do Yang, o Yang nasce do Yin...
É um lembrete precioso neste momento do ano, quando a Primavera anuncia renascimento e mudança. O Inverno acabou - a partir de agora os dias são mais longos do que as noites!

Hoje o Sol entre em Carneiro. É a primeira constelação do Zodiaco, a cintura de 12 constelações localizados no caminho do Sol pelo firmamento. Nos primeiros tempos de observação dos astros, era esta localização que dava um significado especial às constelações. E Carneiro era a mais significativa de todos - na era em que as constelações receberam o seu nome, o Sol nascia entre os astros de Carneiro no primeiro dia da Primavera (no hemisfério Norte). Era um período feliz, quando a Terra acordava da sua hibernação. Por isso, muitos dos povos antigos celebravam o início de um novo ano no início da Primavera.
Associa-se o signo de Carneiro com energia, juventude. É um signo de renascimento, que tem a força necessária de liderar e de manifestar os seus desejos.

Sendo o primeiro signo do Zodiaco, simboliza igualmente o início da viagem da Alma na Terra. Carneiro tem como missão identificar a identidade. O Ego do Carneiro pode ser tão absorvido com as suas necessidades de experiências que não tem tempo (ou não o faz) para mergulhar para dentro e identificar se como ser espiritual a viver uma experiencia humana!

Carneiro é um signo de fogo, o primeiro dos três (Leão e Sagitário saõ os outros). É um elemento associado à força da Luz (masculino) que ilumina e expela a escuridão. A Luz da nossa Alma que defina o nosso caminho! Mas fogo não é só iluminação, também queima e destroi, quando encontra a sua expressão na ira, no resentimento, na vingança. Fogo pode consumir-nos e destruir-nos.
Bem equilibrado, o fogo é a força instintiva na barriga que nos dá energia para viver uma vida plena, produtiva, activa. Queimando o passado, o Fogo pode transforma a energia para uma vida com significado e direcção. O Equilibrio existirá, se a Luz intuitiva da mente consciente se junta ao instinto que encontramos no plexo solar. 

O Equinócio é por isso um momento de reflexão sobre o caminho que queremos trilhar neste mundo, nesta vida.  Um pormenor interessante neste Equinócio é que no dia 22, Mercúrio vai ficar retrógrado, o que pedirá um olhar para trás. Os pensamentos ficam mais lentos, as escolhas não são certeiras, temos que ponderar com mais consciência... Por isso, parece que este Equinócio é sim, um momento de pensar na nossa identidade. Quem Sou? O que é o desejo da minha Alma, do meu Coração? As mudanças que são necessários, essas parecem ter que esperar até finais de Abril, quando Mercurio volta no seu caminho normal. Essa espera pode ser aproveitada para pensar bem: se é necessário fazer uma mudança, que seja a mudança certa...

Recebemos nas últimas semanas a dádiva da chuva. Semanas seguidas de água que alimenta a Terra, fazendo correr as ribeiras, enchendo os charcos, convidando as rãs, salamandras e tritões a saír dos seus esconderijos. Pássaros que cantam a sua alegria, o gado a encher a barriga com erva verde, árvores a criar ramos novos: a Natureza regozija!
As previsões meteorológicas dizem que vamos ter o privilégio de poder celebrar o primeiro nascer do Sol desta Primavera sem chuva - esta voltará logo a seguir.

Fica o convite para uma Saudação ao nascer do Sol da Primavera,
 dia 21 de Março no Cromeleque dos Almendres, em Guadalupe (Évora), às 06.20h



Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...