Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Mensagem de Masaru Emoto

Cristal de Água "Thank You"

Para pessoas de todo o Mundo:
Por favor, envie suas orações de amor e gratidão para a água nas usinas nucleares em Fukushima, no Japão!

Pela terremotos de magnitude 9 e surreal tsunamis maciça, mais de 10.000 pessoas ainda estão desaparecidas ... até agora ... Tem sido 16 dias desde o desastre já aconteceu. O pior é que a água nos reactores nucleares de Plantas Fukushima começou a vazar, e é a contaminação do mar, ar e da molécula de água das zonas circundantes.

A sabedoria humana não foi capaz de fazer muito para resolver o problema, mas estamos apenas tentando esfriar a ira de materiais radioativos nos reatores de descarga de água para eles.

Existe realmente nada para fazer?

Eu acho que existe. Durante mais de vinte anos de pesquisa e tecnologia de medição hado águas cristalinas fotográfica, tenho testemunhado que a água pode tornar-se positivo quando ele recebe a vibração pura de oração humanos, não importa o quão longe ele está.
Energia fórmula de Albert Einstein, E = MC2 significa realmente que a Energia = número de pessoas e da praça de consciência das pessoas.

Agora é a hora de entender o verdadeiro significado. Vamos todos juntar-se a cerimónia de oração, como cidadãos do planeta Terra. Eu gostaria de pedir a todas as pessoas, não apenas no Japão, mas em todo o mundo para agradar a nos ajudar a encontrar uma saída para a crise deste planeta!
O processo de oração é a seguinte.


Nome da cerimônia:
"Vamos mandar nossos pensamentos de amor e gratidão a toda a água nas plantas nuclear em Fukushima"

Dia e hora:
31 de marco de 2011 (quinta-feira)
12:00 horas em cada fuso horário

Por favor, diga a seguinte frase:
"A água da central nuclear de Fukushima, lamentamos a fazê-lo sofrer. Por favor, perdoe-nos. Agradecemos a você, e nós amamos você. "Por favor, diga isso em voz alta ou em sua mente. Repita três vezes como você colocar as mãos juntas em posição de oração. Por favor, oferecer sua oração sincera.

Muito obrigado de coração.

Com amor e gratidão,
Masaru Emoto
Mensageiro da Água

http://emotopeaceproject.blogspot.com/

domingo, 27 de março de 2011

A curva dos processos emocionais

Falamos com grande facilidade sobre emoções complexas como a ira, a inveja, a tristeza, a alegria... porque parecem ser emoções que toda a gente conhece. Cada um de nós tem uma imagem interior para cada uma das emoções pelas quais já passamos no decorrer da nossa vida. A nossa memória não é só um armazém de dados e factos, como também guarda uma espécie de base de dados emocional, carregado com a experiência dos momentos marcantes da nossa vida.
Aqui está a memória que nos faz sorrir quando lembramos o momento do nascimento do nosso filho, que nos faz corar quando lembramos o primeiro encontro a sério com o nosso parceiro actual; mas também a amargura que ainda sentimos quando lembramos a traição de que fomos vítima, ou a indignação quando lembramos de um tratamento injusto. Naturalmente não é só da nossa experiência que conhecemos as emoções - também observamos os nossos próximos e através da nossa empatia aprendemos aspectos complementares. Ao observar as crianças podemos ver, por exemplo, como elas permitem que o corpo exprime na sua totalidade a emoção vivida.

Assim, parece que todos nós temos conhecimento das emoções através da nossa experiência de vida.
Porém, na vida quotidiana acontece muitas vezes que não temos a liberdade de poder exprimir o que realmente acontece dentro de nós – ou seja, sentimo-nos impedidos, não nos atrevemos a exprimir o que nos vai na alma. Isso pode acontecer porque algures guardamos o sentimento de que haja consequências desagradáveis se exprimimos a nossa verdadeira emoção. Assim, a emoção não é vivida em toda a sua potência, mas sim suprimida ou abortada quando devia decorrer o seu desenvolvimento natural.
E cada vez que isso acontece.... algo fica preso dentro de nós....
Mesmo as emoções positivos podem sofrer da mesma sorte: quantas vezes permitimos sentir a alegria percorrer o corpo inteiro para se exprimir fisicamente? Dizemos: podia cantar/dançar de felicidade... mas alguma vez o fez?

O resultado é uma memória não de emoções mas sim de emoções condicionadas pelas circunstâncias em que foram vividas.

No decorrer da nossa vida, é com base nestas emoções condicionadas que o nosso ser reage às circunstâncias exteriores. Pode acontecer que certas situações provocam medo - e sem saber de onde vem, não conseguimos ficar indiferente e o medo toma conta de nós.
Pode acontecer que o comportamento de alguém, ou as suas palavras, provocam reacções emocionais que perturbam a nossa tranquilidade - algo que frequentemente acontece em situações de conflito. Deixamos de ser capaz de observar a situação tal e qual como se dá, e começamos a recorrer a nossa base de dados de emoções...condicionadas.

Felizmente podemos "limpar a nossa base de dados".
Se estivermos disposto a examinar como o nosso ser vive as emoções, sentir qual a experiência de uma emoção vivida até ao fim, podemos descobrir onde deixamos, no passado, que o processo se abortasse. E podemos resolver o que ficou preso, através do entendimento.
Podemos, por um lado, descobrir que podemos observar os nossos processos, sem confundir o nosso Ser com as nossas emoções - somos muito mais do que isso. Por outro lado, podemos recuperar a pureza das nossas emoções e vive-las, no momento em que se apresentam, como uma criança.
A nossa expressão melhora, se tivermos noção da maneira como estamos condicionados pelo passado - e podemos adequar a nossa expressão para que o outro nos entende melhor.
Podemos também começar a entender melhor onde está o outro - compreendendo o seu estado emocional e vendo que também o outro pode estar a reagir a partir das suas emoções condicionadas.


Em Abril / Maio vamos organizar um curso em que trabalhamos as emoções  As fases das Emoções. O curso oferece uma ferramenta para poder percorrer a curva de desenvolvimento das emoções  por inteiro. O participante é guiado para as profundezas da sua própria vivência e acompanhado para poder atravessar as fases na sua plenitude. Uma ferramenta para poder sentir dentro e através do corpo como se manifestam as tuas emoções. (ver mais)

terça-feira, 15 de março de 2011

Tocar os tambores para a Paz no Mundo

Numa altura em que sentimos a dor e tristeza percorrer o Mundo, os nossos pensamentos e as nossas orações vão para os que sofrem - incluindo para a Mãe Terra que está a passar por uma transformação profunda.
Na cerimónia do Equinócio e da Lua Cheia do dia 20 queremos direccionar as nossas intenções para que todos se possam libertar do sofrimento, e vamos sincronizar a nossa meditação com uma iniciativa global :

WORLD GATHERING FOR THE HEALING OF MOTHER EARTH AND PEACE -
8000 Sacred Drums Ceremony  (mais info

O grupo que se juntou no penúltimo Equinócio
Vamos tocar os tambores sagrados, para abrir os nossos corações e sincronizar com o Coração da Terra, para que os nossos corações batem em unissono e fortalecem a nossa Mãe Terra. 
Venham e tragam os vossos tambores! 
Tragam os vossos tambores para tocarmos em conjunto! (Lucia e Rietske no antepenútlimo Equinócio) 




Ainda sobre o workshop de cristais

Gostei do workshop de cristais, ontem.
Juntou-se um grupo de pessoas lindas - de mente aberta, sensíveis, com interesse genuíno em saber mais sobre os cristais.
Estabeleceram contacto, abriram o coração e permitiram serem tocados pelos cristais para que estes pudessem transmitir a sua mensagem.
Sentindo como os seus sistemas fluíram ao estabelecer contacto com a Terra e o Universo, as pessoas confirmaram a sua Presença e o seu Ser - para em seguida não só limpar a si próprios, como também os cristais, mesmo estes que estavam mais carregadas com energia alheia.
O trabalho com os cristais levou alguns a encontrar bloqueios nos pensamentos ou atitude perante o mundo exterior; outros receberam mensagens sobre pontes de focagem importantes agora.
Sentiram como os cristais nos apoiam na nossa descoberta de quem SOMOS....

Opala
Existem muitas publicações que prometem conhecimentos sobre os cristais, mas a verdadeira Sabedoria Universal não está escrita. É o que se costuma chamar conhecimento oculto - precisa de ser descoberto dentro de nós. É preciso sentir, observar, entender por dentro a mensagem sobre a Harmonia e a Ordem Cósmica de que os cristais nos lembram. Cada vez que contactamos os cristais, é como uma nova iniciação... Talvez o mais difícil é permitir que esta Sabedoria Universal surge, sem ser limitada pelas expectativas ou (pre)conceitos existentes na consciência lógica. Facilmente somos levados a agarra-nos ao que outros dizem ser certo ou verdadeiro, o que torna difícil descobrir o que o cristal transmite a um nível mais subtil, mais intuitivo.

Ontem vi novamente que todos somos capazes de descobrir a Harmonia - com mais ou menos barreiras para atravessar, com mais ou menos entendimento, conforme os processos em curso.

Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que os cristais murmuram...
Bem hajam a todos.

domingo, 13 de março de 2011

Lua Cheia e Equinócio da Primavera

A Lua Cheia de Março ocorre às 18.11h do dia 19 de Março. No dia 20, será altura do Equinócio... por isso pensamos celebrar as duas ociasões numa só meditação e celebração, na manhã cedo do dia 20.

A Lua Cheia encontrar-se-ia em Virgem, com o Sol em Peixes. O último signo do zodiaco, fim do ciclo astrológico anual. É um finalizar de um ano em que o Sol percorreu os 12 signos, oferecendo a possibilidade de nos sincronizar com as diferentes energias, as diferentes dimensões cósmicos.
Um aparte: Actualmente fala-se muito sobre um décimo terceiro signo (Ophiuchus - o Serpentário) o que acrescentaria uma dimensão extra à viagem anual. Penso que seria muito oportuno acrescentar este signo, visto que traz o simbolismo do xamã, o guardião da energia vital; do conhecimento dos segredos da vida, da consciência unificada, o SER e fluír em união com Tudo que É...

O Sol estará em Peixes - signo simbolizado por dois peixes, atados pelas barbatanas traseiras.... o signo que diz respeito aos pés, ao trilhar do Caminho, ao alcançar do objectivo. Ao mesmo tempo, Peixes é o signo relacionado com a Morte, em aspectos diferentes. Pode ser uma morte física, mas também pode ser a morte no sentido de reconhecer uma tolice antiga que pode ser liberta. Uma amizade não desejada a que pode ser posto fim; ou pode ser que uma convicção religiosa a que te agaraste há muito, começa a evidenciar que já não te traz nada. Trata-se da morte da personalidade. O mote: " Se pudessemos desistir do conceito dos véus da personalidade, poderiamos libertar-nos das garras da personalidade".
Peixes simboliza dualidade, a intuição que está presente de forma latente... Lembra-nos que a "morte" da personalidade permite à Alma escapar da sua prisão.
O signo oposto ao Peixes, o signo com que se procura o equilíbrio na altura da Lua Cheia, será Virgem. A Virgem, signo de Terra, alimenta tanto a forma física como o espírito. Ela protege - como a Mãe de Cristo protegeu o seu filho, como sendo a esperança para a Glória.

A Lua Cheia de Março também é chamada a Lua da Morte, marcando o fim do ciclo anual. Um novo cíclo nos espera. Um novo início, um nascer do Sol... A partir do dia 20, os dias serão mais compridos do que as noites. A Primavera começa!

Por isso convidamos a todos que queram celebrar connosco, para a Celebração da Lua Cheia e do Equinócio.
Será de manhã cedo, estaremos já no Cromeleque na altura do Sol nascer.... mas damos início à meditação às 7.30h.

Gostariamos igualmente aproveitar esta cerimónia para nos juntarmos a uma iniciativa global:
WORLD GATHERING FOR THE HEALING OF MOTHER EARTH AND PEACE
8000 Sacred Drums Ceremony  (Saber mais)
Por isso, se tiver um tambor: leve-o! 

Após a cerimónia e da festa dos tambores, gostariamos de fazer um pequeno potlatch - em que cada um traga algo de comer para partilhar e em conjunto tomarmos a primeira refeição do dia e da Primavera.
Estão todos bem-vindos, e se conhecerem alguém que possa estar interessado em participar, por favor reencaminham a mensagem!

quinta-feira, 10 de março de 2011

Cristais que fazem lembrar quem Somos

Este post pode ser visto como uma continuação de "Cristais - enviados do Povo das Pedras", em que
se fala sobre a afinidade que podemos sentir com os cristais, como sendo seres vivos....que tal como nós, são manifestações da Energia da Criação.
Os cristais consistem de Energia. Vibram na sua própria frequência.... são como sons suaves que subtilmente nos enviam a sua mensagem, a sua harmonia. São os Seres que têm por excelência a vocação para apoiar-nos quando procuramos lembrar (re-mind) quem Somos.
Ametista

Muitos se sentem atraídos para os cristais pela sua aparência - cores, formas e brilhos juntos numa beleza harmoniosa, que fala com os nossos sentimentos, as nossas emoções. Muitas vezes é difícil explicar porque gostas do azul profundo do lápis-lazuli, porque te deslumbram as facetas de uma ponta de ametista, ou porque te sentes confortável em usar o âmbar dourado.
Âmbar
Mas a sua aparência pode iludir... e provocar a ganância nas pessoas, induzir à vontade de possuir um cristal, só pelo prazer de o possuir.

Se procuramos os cristais para o efeito curativo que possam ter no nosso organismo ou no nosso espírito, olhar com os olhos físicos não basta. É preciso abrir os olhos do coração e entrar em contacto com o cristal. Perguntar: quem és tu? E em resposta o cristal vai comunicar contigo, num nível súbtil e físico... a sua vibração é alta e atravessa as tuas células... poderás sentir como o teu corpo reage, observar como os teus pensamentos reagem, que emoções surgem.

Podemos olhar para a maneira como surgiram os cristais. O processo de cristalização organizou-se seguindo uma harmonia e uma ordem em conformidade com as circunstâncias existentes no local e os elementos que estavam presentes, o clima, o movimento da Terra...  Os cristais trazem a nós, dos tempos passados, uma vibração cósmica - a materialização de uma faceta da Harmonia Natural.
Podemos indicar qualidades gerais para as variedades. Mas cada cristal tem além disso a sua própria vibração - e falará contigo à sua maneira. O teu corpo também é único - não há ninguém com a tua experiência da vida e o teu percurso emocional. Será a tua especificidade que indicará que cristal te possa apoiar na busca da tua Harmonia Natural, da tua própria forma cristalina.

Safira
No acompanhamento de pessoas, através de sessões de sons, gosto muito de trabalhar com os cristais, que tal como os sons oferecem a cada um a possibilidade de se libertar a si própria - livre como foi a intenção quando a Alma foi criada.
Os cristais ajudam as pessoas de se sentirem mais próximos de si próprios - uma alma livre com a sua própria Harmonia, capaz de encarar seja o que for que encontrará no seu caminho.



quarta-feira, 9 de março de 2011

A experiência dos cristais - como sentir, escolher, limpar os cristais

É fácil encontrar livros e artigos sobre os cristais. Há estudos sobre a sua composição, a sua origem - e sobre as qualidades que daí advêm e o valor que um cristal possa ter, tanto ao nível monetário como para a saúde física ou para a vida espiritual. Também já existe muito publicado sobre a limpeza dos cristais. Várias formas de limpeza são explicadas, para os diversos tipos de cristais.

Que todos os cristais são diferentes,  parece um facto óbvio, mesmo quando têm o mesmo nome ou quando provêm do mesmo sítio da Mãe Terra.
Pode ser que reconheces esta ideia... talvez já aconteceu entrar numa loja de cristais, à procura de um cristal de quartz rosa, e deparar com uma taça cheia de pedaços de quartz rosa. Apanhaste o primeiro pedaço, aquele que estava o mais perto? Ou preferias procurar na taça aquele pedaço que te fez sentir bem?
A maioria das pessoas procura na taça até encontrar uma peça cuja forma, cor e tamanho agradam de tal modo que decidem que será essa que levam.

O mesmo acontece com todos os cristais, sejam eles lapidados, polidos, em bruto ou inseridos num pendente, pulseira ou anel.
Podemos comparar a experiência com a observação de 50 homens e 50 mulheres, todos da mesma cidade. Se estas pessoas ficam numa linha, um ao lado do outro, podemos observar as suas diferenças. Mesmo tendo todos a mesma origem, nenhum homem é igual ao outro, nenhuma mulher igual à outra. Todos são diferentes. Cada um tem a sua própria forma e cor, como tem igualmente a sua própria expressão e energia que transmite.
O mesmo acontece com os cristais. Mesmo sendo da mesma variedade, vindo do mesmo sítio na Terra, cada cristal tem além das qualidades da variedade em questão, a sua energia própria e única. Cada cristal é único, tal como cada pessoa é única.

No que diz respeito à limpeza dos cristais, podemos fazer novamente uma comparação com o corpo humano e pensar na experiência de tomar um duche no final de um dia de trabalho. O efeito do duche é diferente e depende do dia que foi: se foi descontraído ou um dia cheio de stress; se foi um dia de trabalho no jardim, com muitas reuniões, ou talvez com notícias tristes. Podes ter a certeza que o duche alivia após um dia difícil.

Quando não cuidamos bem da nossa energia, o nosso corpo avise. Pode acontecer que adoecemos, ou ficamos com dores de cabeça; pode ser que caímos, que provocamos ou sofremos um acidente. De qualquer modo, vamos receber uma mensagem que chama a atenção para um aspecto de que não cuidamos bem.

Isto tudo é igual para os cristais, mesmo quando falamos da diferença entre um dia normal ou um dia difícil. Se não limpamos um cristal, este pode partir ou se soltar do anel ou pendente. Se isso acontece, não quer dizer que este cristal perdeu a sua força ou que acabou a sua "tarefa". Também não quer dizer que deixou de ser bom para nós.

Estás interessado em cristais, ou queres saber mais sobre os cristais que já tens? Queres saber como escolher um cristal próprio para ti ou que pode ser um apoio para o teu desenvolvimento? Gostarias de sentir os cristais, para saber o que eles te contam? Gostarias de saber como limpar o cristal que te acompanha, de modo que pode manter intacto a sua própria energia e as suas qualidades específicas?

Todos trazemos em nós o conhecimento que precisamos sobre os cristais. Considero muito importante que todos possam saber como ter de novo acesso ao mundo dos cristais, através da sua própria intuição, sentindo as pedras. Com uma colega estou a organizar workshops e palestras sobre os cristais e o seu efeito sobre o corpo, o espírito, sobre a vida emocional e psicológico.
O próximo workshop sobre o mundo dos cristais será na segunda feira, dia 14 de Março em Évora. (ver cartaz). Podes trazer um cristal pessoal, mas também haverá cristais para ver, tocar e sentir.
Estão todos bem-vindos... e se tiveres uma pergunta ou se quiseres organizar um workshop ou palestra num outro local em Portugal, não hesites em contactar-nos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...