Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

terça-feira, 13 de agosto de 2019

Lua Cheia em Aquario: O que podemos fazer para aliviar a dor do mundo?

Este mês de Agosto, quando o Sol ainda se encontra no signo de Leão, a Lua Cheia surgira no dia 15 no signo de Aquario.

A energia do signo de Leão está centrada no coração - a energia que é sentido por dentro e através do coração. Leão é o signo do Sol, centro do sistema solar, uma estrela que arde com um fogo intenso, oferecendo à Terra e às almas que a habitam, calor, luz, energia. É considerada a influência mais poderosa na astrologia, dando vitalidade e autoridade. Leão é o signo da confiança, porque sabe o que está no centro da vida: criatividade, amor, generosidade perante o outro, mas também um sentido profundo do Eu.
A força do Leão ajuda a estabelecer auto-confiança, que nasce da noção que cada um é responsável para as escolhas que faz na sua vida. Há força em cada um, e quando assumimos a responsabilidade pela nossa vida, deixamos de ser vítimas da situação - mesmo quando se trata de situações complicadas ou limitadores.

Precisamos da energia do Leão nos tempos que se avizinham. Nas últimas semanas muitos de nós têm sentido mudanças profundas nas suas vidas. Mudanças ao nível de habitação, trabalho, amizades ou relacionamentos.. tanta coisa que agora está diferente daquilo que pensávamos que ia ser.
Se houve mudanças que podíamos abraçar de boa vontade, porque era claro que eram situações que não podiam durar mais, outras mudanças eram (ou continuam a ser) mais difíceis de aceitar, porque puseram em causa tudo em que acreditavamos!

Também na sociedade as forças estão a reposicionar-se... Será que sabemos onde o movimento nos vai levar? Na sociedade, tal como nas nossas vidas privadas, os sistemas, crenças e ideais em que acreditávamos, estão sob pressão para mudar. Emoções extremas, como são o medo e a paixão, podem surgir e definir os contornos dos acontecimentos.

Principalmente o medo - medo da mudança, medo do outro - parece ocupar as mentes e alimentar outros emoções: rejeição, aversão e ódio. Estamos a ver um mundo que parece preso nas consequências dos seus próprios actos.

Agora, neste período em que os sistemas colectivos estão a sofrer uma fragmentação cada vez mais acentuada, somos chamados para assumir a nossa responsabilidade individual.
Continua assim o tema do portal do Leão do dia 8-8... e podemos perguntar:
Agora, com a Lua em Aquário, a pergunta impõe-se ainda mais: De que maneira contribuas, com a tua força unica e pessoal, para o bem-estar de todos e do planeta?
 

Sol em Leão, Lua em Aquário


Leão é o signo de fogo, que representa o espírito e a criatividade. O fogo, que consome e transforme qualquer coisa que para lá remetemos em calor e luz, representa a purificação e transformação. Elevado para um nível diferente, o fogo transforma a nossa consciência e abre a mente para entendimentos mais profundos e alargados.


No outro lado está a Lua, em Aquário. Signo de Ar, simboliza a Mente Cósmica. Aquário despeja a água, para que corre em liberdade... Aquário é o Ser Humano que traz uma bilha de água, predestinado para distribuir dois fluxos de energia cósmica - a todos que precisam e solicitam. Como se fossem dois rios: um com a água da vida, o outro um rio de Amor. Aquário é por excelência o signo que pede uma visão alargada, para que os talentos e dádivas individuais possas ser utilizados em benefício de todos. Vamos precisar a inspiração comunitária do Aquário também, nos tempos que se avizinham.

O que desejamos criar? Aquilo que desejamos, é realmente algo de coração, ou é algo alimentado pelo ambiente em que estamos, por aquilo que é desejado à nossa volta?
Nesta semana que nos vai levar à Lua Cheia de Agosto, é bom entrar no silêncio interior e descobrir o que o coração deseja. E vale a pena lembrar que cada um é dono do seu karma, cada um tem a responsabilidade sobre a sua vida. Só nós podemos ser a mudança que queremos no mundo.

Mas como podemos viver em paz, se houver tanto sofrimento no mundo?
Como podemos ser verdadeiramente feliz, quando sabemos que há guerra, terror, fome e destruição a cada momento algures na Terra?
Estamos todos conectados, e quando alguém sofre, todos os outros são influenciados.
Como há tanto sofrimento, podemos esquecer que também é verdade que podemos sentir o amor de todos. Se alguém ame, também nós amamos. É nesta conexão que vamos poder encontrar o poder de mudar o mundo.

Podemos escolher enviar amor em vez de medo. Podemos enviar amor a todos, ou podemos escolher a quem enviar. Por exemplo, podemos enviar amor aos que sofreram calamidades naturais, ou todos que perderam familiares em actos de ódio racial.
Fechando os olhos, silenciosamente repetindo: envio amor a.... Sentindo as palavras, sentido o coração a transbordar, sabendo que estás a criar uma pequena onda que agora vai viajar pelo mundo para todos que precisam.

(fonte)
Mais forte do que pensamentos são os actos: podemos impregnar todos os pensamentos, gestos e palavras que usamos, com a energia do nosso coração. Amando os nossos proximos verdadeiramente, criando um ambiente seguro em que eles possam ser quem são. Criando um ambiente em que possam sentir respeito, liberdade, igualdade.

A verdadeira natureza que trazemos no coração é abundante em compaixão, luz, amor e verdade. Começando connosco, podemos ser como Aquário, partilhando o fluxo sem fim do amor incondicional com aqueles que estão à nossa volta e aos quais estamos ligados: a nossa família, os amigos, o mundo em que vivemos.

Meditação e Cerimónia de Lua Cheia

4a feira, 14 de Agosto, 20.15 h 
Cromeleque dos Almendres, Guadalupe, Évora.

Para a cerimónia no Cromeleque, é costume trazer uma oferenda em agradecimento ao sítio: um pau de incenso, um pouco de água, uma pedrinha, uma flor, ou o que achar adequada para exprimir a gratidão.
A participação na cerimónia é por donativo.
Estão todos bem-vindos!

Meditação da Lua Cheia com Sessão de Sons (Taças Tibetanas)
5a feira, 15 de Agosto, 20.15h
Monte da Mesquita, Ilhas - Arraiolos 

(entrada pelo caminho à direita da Igreja Matriz das Ilhas)
Entrada livre - trazer uma manta para se poder deitar e ver as estrelas.

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

8-8 Portal do Leão

Diz-se que no dia 25 de Julho o Portal do Leão abriu, e que estará aberto até o dia 12 de Agosto. A energia do Leão está neste período no seu auge, reforçando as características leoninas. Ou seja: podemos sentir que há em nós mais poder pessoal, que estamos a surgir com a nossa força natural e plena.

O Leão é poderoso e forte. Orgulhoso, consciente de si, confiante. Auto-consciência, Sol, Coração - são palavras chave que caracterizam o Leão. Assim, o período em que o Sol passa pelo signo do Leão reforça em nós a força de vontade e o desejo de concretizar aquilo que o coração deseja. Sendo um signo de fogo, reforça a energia de fogo.

Diz-se igualmente que neste período se abre um Vortex: um portal através do qual chegam novas frequências de luz, vindo da região de Sírius, que influenciam a energia da Terra. Estas novas frequências também trabalham sobre o nosso ADN, a base da nossa existência humana em que se encontram codificadas as memórias de todas as gerações que vieram antes da nossa. Neste período podemos sentir como que um aumento da nossa consciência, uma vez que memórias antiquissimas se encontram acessíveis. 

Diz-se que há muitos seres humanos portadores de almas com uma origem diferente da Terra - almas que viveram por exemplo no sistema de Sírius ou nas Pleiadas. São pessoas que trazem inovação, que abrem caminho para gerações vindouras. Pessoas que sentem a sociedade actual como limitador, que parecem "lembrar-se" de uma sociedade sem medo, sem ganância; em que os seres desfrutaram de uma liberdade muito maior. São pessoas que sentem dificuldade de aceitar a sua vida nas famílias em que nasceram, ou que não conseguem encontrar "o seu lugar". Podem ser pessoas com alta sensibilidade, com talentos especiais; mas que sentem dificuldade em se adaptar, sujeitos a sentimentos depressivos, cansaço extremo, vontade de fugir ou de se "anestesiar" com substancias legais ou ilegais. 
Estas pessoas podem encontrar um apoio extraordinário na energia do Portal do Leão, porque é a energia de Sírius que lhes possa devolver a confiança. A vida na Terra faz sentido - todos que estão aqui agora têm um papel importante! Renovação é urgente, como é urgente a valorização da sensibilidade para o outro.

Cada um de nós tem um destino a viver: onde encaixas tu? Como estás a construir o teu lugar seguro, a tua base? De que maneira contribuas, com a tua força unica e pessoal, para o bem-estar de todos e do planeta? 
É neste período que a força interior aumenta, é neste período que podemos sentir não só que temos direito à nossa individualidade, como também temos a força de assumir a responsabilidade sobre quem somos e o que fazemos. 
Agora podemos tomar consciência que não basta desejar ser livre, que não só temos o direito de agir para que a liberdade se concretiza, como temos o dever de surgir, em todo o nosso esplendor, para o bem de todos! 

O que podemos fazer para desfrutar em pleno da energia disponível?

O Leão é o signo do Coração. Abre o teu coração, para poder sentir aí tudo que existe. Sente os teus próximos, a tua casa, as árvores, o vento. Sente o Céu e a Terra. Abre o coração para que tudo que possa obscurecer a tua mente, seja tocado pela Luz que inspiras - ao expirar, oferece ao Universo não só aquilo que te pesou, mas tudo. Tudo. Até esvaziar e sentir que o corpo se torna transparente - para que a energia do Sol, de Sírius, do Amor-todo-abrangente possa entrar.... Fica o tempo que quiseres e enquanto te sentires confortável. 
E pergunta-te: Qual é a minha motivação, qual é a minha procura, a minha busca? O que me move?
Na paz desta meditação, podemos sentir que temos um caminho, um destino, um desejo. E que é agora a altura de deixar que esta motivação começa a definir os actos e gestos, as nossas escolhas e palavras.

Que todos os seres possam despertar para a Luz da sua verdadeira Natureza!


sexta-feira, 21 de junho de 2019

Solstício do Verão - Celebração da Vida

Hoje é o dia mais longo do ano. Haverá 14 horas e 48 minutos de luz solar!
No seu ciclo à volta do Sol, a Terra estará hoje numa posição em que o hemisfério Norte está na exposição máxima ao Sol. A partir de amanhã, a posição relativa do Sol será um pouco mais a sul... e os dias vão começar a ficar mais curtos.

O Solstício no ciclo da vida


"Solstício" deriva do Latim "solstitium", que significa "a paragem do sol". O ponto no horizonte onde o Sol nasce, moveu-se para o Norte, desde o solsticio do Inverno. Agora nasce no nordeste, e põe-se no nordoeste, mantendo se mais tempo visível no céu. No Solsticio do Verão este movimento pára, para se inverter no dia seguinte.

O Solstício de 21 de Junho é o início da época do Verão, época associado com a direcção Sul na Roda de Medicina.

A Roda da Medicina representa os ciclos da vida e os elementos de que a vida consiste. Representa direcções do vento, elementos, fases de crescimento e evolução.

A direcção Sul é representada em muitas tradições pela cor vermelha, enérgica e apaixonada. O vermelho representa o calor do verão e a juventude: adolescência e crescimento rápido. A juventude é um período muito emocional, em que o desenvolvimento nos leva para fora, numa diferenciação e separação dos pais. O sul é por isso uma direcção de evolução, aprendizagem e a construção de uma identidade própria.

Cada fase da vida tem lições próprias e temas específicos. O Verão é uma época de brincadeira, partilha e alegria, o que vem com as benesses de generosidade, sensibilidade artistica e criativa, mas também o amor romântico. O outro lado é que somos testados no auto-controlo físico e emocional: uma maior à vontade na expressão dos sentimentos precisa de ir acompandado de respeito pelos outros. O Sul é a direcção do contacto com o mundo dos crescidos...e de como saber ocupar um lugar próprio neste mundo "real" .

Solstício no Cromeleque dos Almendres 


Aqui no Alentejo o Cromeleque dos Almendres traz nos igualmente o simbolismo do círculo. Desde há milénios, este círculo de pedras marca o ritmo das estações.
 Em particular, o Cromeleque parece ter vocação para celebrar o ponto de equilíbrio, duas vezes por ano, no momento do Equinócio. 

"Não parece haver dúvida quanto à verosimilhança da relação entre o Cromelech e o Equinócio. (...) tudo se conjuga para sugerir que o Cromelech dos Almendres possa ter sido construído para celebrar o culto do Sol e do Equinócio. Isto é, da direcção que divide ao meio o espaço, mas sobretudo que divide ao meio o tempo, o tempo do calor e o tempo do frio, o tempo da fertilidade da terra e o tempo da falta de alimento. Sob esta forte pressão haveria que construir um recinto grandioso incorporando este conhecimento como forma de apoiar o culto com o aparente controlo da natureza, neste caso do Sol."  (Cândido Marciano)

Equinócio no Cromeleque
Nos Equinócios, o espectáculo do Sol Nascente é perfeitamente visivel de Cromeleque. No Solstício não é bem assim, mas há outra particularidade interessante: o ponto em que nasce o Sol na manhã do Solstício está assinalado pelo Menir dos Almendres. Em tempos idos este menir era visível do Cromeleque - agora a visão está tapada pelas árvores.

Os menires são geralmente interpretados como símbolos de fertilidade, monumentos fálicos. Ainda hoje,muitos menires são visitados por mulheres que têm dificuldade de engravidar (José Alexandre Cotta). A relação entre Menir dos Almendres e Cromeleque dos Almendres torna-se assim num simbolo da relação entre o Sol (principio masculino) e a Terra (principio feminino). A celebração do Solsticio é uma celebração da fertilidade!

O Solstício é uma altura de celebrar o crescimento, a vida... com a consciência que agora que o Sol fecundou a Terra, ele continua dentro dela, mesmo que os dias vão sendo cada vez mais curtos até ao Solstício do Inverno. Naquele momento, o Sol estará longe, mas anuncia-se o seu regresso!

Celebração do Solstício de Verão no Cromeleque
Os rituais do Solstício do Verão são celebrações alegres, em que o Fogo - que representa o Sol na Terra - tem um lugar central. Fogueiras são ateadas, há música, canto, alegria. O fogo dá aos participantes uma oportunidade de se libertar -  nomeadamente dos padrões de comportamento e pensamento ligados ao passado, para que a União simbólica possa acontecer em liberdade.  Jovens casais saltam, de mãos dadas, as fogueiras, celebrando a sua união.

Mas as fogueiras são guardadas para as festas. No Cromeleque meditamos e fazemos a saudação ao Sol nascente. As cerimónias nos locais sagrados celebram o Sol, e são um convite para que tenha lugar a união entre Sol e Terra, Masculino e Feminino.


Saudação ao Sol no Solstício de Verão
22 de Junho, 05.45h, Cromeleque dos Almendres, Guadalupe, Évora



Para a cerimónia no Cromeleque, é costume trazer uma oferenda em agradecimento ao sítio: um pau de incenso, um pouco de água, uma pedrinha, uma flor, ou o que achar adequada para exprimir a gratidão.
A participação na cerimónia é por donativo.

Estão todos bem-vindos! 
 
 


segunda-feira, 17 de junho de 2019

Lua Cheia em Sagitario: Quem segura o arco e a flecha és tu

Hoje, 17 de Junho, a Lua Cheia aparecerá em Sagitário, o signo que marca o centro da nossa galáxia.

Estando tão perto do centro da galáxia, a energia da Lua será mais forte, com uma vibração mais elevada. É uma oportunidade de ouvir a chamada da voz do Eu Superior, que anuncia que é altura de nos levantar para fazer ouvir a nossa Verdade.


Sagitário representa a Busca da Verdade. Na luz da Lua em Sagitário haverá espaço para mais optimismo, mais fé, mais paz de espírito. O que podemos sentir brotar em nós será a energia para manifestar os sonhos. É altura de mudança, altura de mostrar aquilo que somos realmente capazes: é altura de seguir as direcções que a Alma indica. É altura de pôr o ego de lado, ligar à força da Criação e permitir que a criatividade flui.

Os astrólogos lembram-nos que há também uma série de trânsitos de planetas que potenciam o impacto positivo, nomeadamente de Jupiter (regente de Sagitário) que é visível junto à Lua Cheia. É uma conjuntura associada ao optimismo, abundância e sorte - favorecendo em especial o convivio, os relacionamentos com amigos e o amor...

Nestes dias, somos convidados de passar tempo com a nossa Alma, para podermos nutrir aquilo que realmente somos. Aquilo que somos - a nossa verdadeira natureza - não precisa de cura, não precisa de remendos ou correcções. Precisa apenas de amar.

Esta Lua fecha o ciclo de eclipses que começou em janeiro, com o eclipse lunar em Leão. Ao longo deste período fomos estimulados para nos levantar da escuridão, de desconstruir os muros que criamos e de começar a falar a nossa verdade.

Falar a verdade é algo diferente do que julgar. Também não significa recorrer ao ego para culpar ou envergonhar outros. Quando se diz que é altura de dizer a verdade, podemos entender que é altura de deixar cair a nossa máscara para sermos mais honestos connosco. É sobre encontrar a liberdade e o amor necessários para sermos fieis a nós proprios em todas as situações.

Na luz desta Lua podemos encontrar a confiança e a fé que precisamos para encarar quem somos - e ultrapassar os medos que nos inibiram de mostrar a nossa essência.

Os céus dizem nos para pôr termo ao medo. Não podemos mais adiar a vida por causa do medo, vergonha ou culpa. A nossa verdadeira natureza é Luz: diminuir a luz ou tentar não ser visto, é negar quem realmente És.

A Lua em Sagitário (signo de fogo) pede para lembrarmos o fogo em nós. Quem segura o arco e a flecha és tu. Tu tens o potencial e a força para atingir o que tens na mira - mas precisas de apontar e confiar em como os ventos sopram.
É assim a vida: estabelecer uma intenção, sentir a força, e confiar no fluir da vida. Somos lembrados que é preciso seguir este processo - seja o que for o que acontece na vida agora.


Se houver uma área da vida onde há incertezas, podes procurar o que o teu coração diz: qual é a saída que a tua intuição deseja? Será isso o teu alvo. Haverá algo que possas fazer para começar a caminhar nesta direcção? Será isso a tua flecha.
Depois o processo começará por si - movido pela fé e confiança no fluir da vida. O vento levará a tua flecha ao centro do alvo.

Hoje, 17 de Junho, é o 15o dia do calendário lunar, e um dos dias mais santos do calendário budista. Foi neste dia que o Buda foi concebido, nasceu, subjugou o mal, despertou e alcançou o Nirvana - onde não existe tempo ou espaço.

Hoje lembramos mais uma vez para que serve o caminho que fazemos. A paz interior, o equilíbrio, a liberdade - tudo isso será pouco enquanto houver outros que não têm paz, equilibrio ou liberdade. Que a nossa evolução possa servir para que todos possam despertar para a Luz da sua verdadeira natureza!


Meditação e Cerimónia de Lua Cheia

2a feira, 17 de Junho, 21.00 h 
Cromeleque dos Almendres, Guadalupe, Évora.

Para a cerimónia no Cromeleque, é costume trazer uma oferenda em agradecimento ao sítio: um pau de incenso, um pouco de água, uma pedrinha, uma flor, ou o que achar adequada para exprimir a gratidão.
A participação na cerimónia é por donativo.
Estão todos bem-vindos!

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Meditação para Pais&Filhos

No Cavalo de Vento organizamos com regularidade sessões de meditação para pais e filhos. 
Os últimos tempos, o Mindfulness na Educação tornou-se mais conhecido, e o interesse em fazer meditação com crianças pequenas está a aumentar. Descobriu-se que não só é possível meditar com crianças pequenas, como também é um fonte de prazer para as crianças. 

Ao mesmo tempo, a meditação dá às crianças ferramentas para ter uma resposta perante a pressão da sociedade. Já sabemos que a infância não é uma fase da vida isento de stress:  crianças tem muito mais que fazer do que antigamente - actividades, escola, trabalhos para casa... muitas "obrigações" que deixam menos tempo para "fazer nada". Muitas decisões são tomadas para a criança. Quantas vezes a criança tem um voto sobre a maneira como corre a sua vida? A maioria das vezes são os educadores (pais, professores) que guiam e decidem - com boas intenções, porque querem o melhor para a criança. Também os modelos que os média fornecem condicionam a criança na sua liberdade de pensamento. Crianças não podem votar e há muitas situações em que não podem contribuir para uma solução - pensamos p.ex. na violência com que são confrontados, seja  na realidade ou através dos media. São todos condicionantes que ocorrem naturalmente das mudanças pelas quais a sociedade passou e da forma da vida criada pelo Homem.

As limitações podem influenciar a imagem interior que as crianças têm de si - e iniciar as crianças na insegurança, os medos, a impotência. As crianças experimentam ainda outras emoções que não são comparáveis com as experiências de um adulto: alegria, medo, tristeza, amor... Os adultos, na sua maioria, não se lembram já a intensidade destas emoções para uma criança. Acrescenta ainda o aspecto emocional da aceitação e o grau de sucesso de amizades intimas. Ser aceito pelos pares, é uma das preocupações mais importantes...

O stress não difere muito do stress dos adultos, com a diferença que crianças têm mais dificuldade de exprimir o que sentem, e também para ser levadas a sério. Infelizmente, o sistema de ensino não tem tido grande vocação para acompanhar crianças no seu caminho de auto-conhecimento, para que possam entender as preocupações e processos mentais e emocionais.

Meditação é uma descoberta, não só de um mundo interior, mas também das relações com o outro. A criança aumenta o seu auto-conhecimento e descobre como funcionam as emoções. Ao mesmo tempo, a meditação em grupo faz com que o entendimento do outro aumenta. A criança torna-se consciente da ligação emocional entre pessoas, da influência que os outros têm sobre o seu bem-estar, e da força interior que tem para ultrapassar dificuldades que aí advêm.

As sessões de meditação para Pais& Filhos destinam-se a crianças entre 5 e 12 anos e os seus pais. Fazemos exercícios curtos para o relaxamento, a concentração, a abstração do mundo exterior. Os exercícios são individuais, em grupo e aos pares; há espaço de reflexão sobre a experiência meditativa.

Podemos apresentar a meditação às crianças como uma a actividade como qualquer outro que merece um tempo próprio. As crianças acalmem e voltem a si, aprendendo manter a atenção focada. Aprendem a descontrair e usar a sua capacidade de concentração. Aprendem que não precisam de ficar refém dos pensamentos, que podem criar um espaço de liberdade interior.




Próxima sessão: sábado 15 de junho às 09.30h
Local: Cavalo de Vento, Rua João de Deus 124, Évora
Lugares limitados - inscreve-se para marcar o vosso lugar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...