Cada um de nós tem uma chave para a sabedoria universal dentro de si. Abrindo o coração, entrando no silêncio, podemos aceder ao conhecimento que o vento murmura.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Lua Cheia em Gemeos, Sol em Sagitário: ferramentas para alcançar o objectivo

No dia 17 de Dezembro, às 9h49 de manhã, vemos a Lua Cheia em Gémeos, enquanto o Sol está em Sagitário.
Sagitário é o signo que nos ajuda orientar a nossa atenção para novos objectivos espirituais, e no decorrer do período de Sagitário é revelado um objectivo específico que está ao nosso alcanço se nos orientamos para isso. É mais um objectivo no nosso caminho espiritual: logo que alcançamos, surgirá um novo objectivo! Esta busca contínua, que tanto caracteriza o Sagitário, podemos chamar aspiração.

Aspiração - ou a busca de uma expressão e comunicação mais elevada e mais pura da essência da vida  interior - é o objectivo da personalidade (ego) à procura de se unir com a Alma.
Se para alguns a aspiração é exercida na forma de ambição, para outros significa que seguem intuitivamente o seu ideal.

Para o Sagitário poder direccionar as setas, precisa que encontramos uma forma de equilíbrio : uma mão firme com um olhar estável e uma atitude calma. No mundo em que vivemos, muitas pessoas sentem que há uma evolução ao nível intuitivo que favorece o direccionar da nossa energia para um objectivo mais elevado. Cada vez mais encontramos oportunidades e apoios para poder transformar a ambição emocional e egoica, em aspiração espiritual e presença intuitiva. Felizmente, há muitas formas de meditação disponíveis para pessoas com as mais diversas especificidades ( de carácter, preferências culturais, disponibilidade em tempo, etc)
Meditação é um treino da atenção, para poder aprender o direccionar da atenção plena e concentração na vivência interior. Assim, a atenção aprende não só como descodificar os sinais da Alma, como também confiar nestes e seguir e honrar os mesmos.

Com esta aprendizagem, a personalidade (ego) aprende aceitar a visão da Alma, que mostra a direcção a tomar na vida. Aprendemos aceitar a Alma como guia, que dá orientação e direcção. A partir desta aceitação, é desperto na personalidade a vontade consciente de uma união com o Grande Plano.
Eventualmente, o objectivo da Alma é poder exprimir o Amor e Sabedoria. A conjugação entre estes dois aspectos é sempre altruista e desinteressada, em dedicação total ao Bem Comum. O Sol em Sagitário é um apoio quando tomamos consciência disso!

Entretanto, a Lua está em Gémeos - flexível e com capacidade de adaptação. Isto pode ser um handicap quando precisamos ser decididos e firmes. Nos tempos que correm, em que há tanta mudança interior, há tambén um entendimento crescente que precisamos de nos orientar para novos rumos. A capacidade de nos adaptar aos ventos que mudam, pode ser flexibilidade a mais, quando a utilizamos para evitar o confronto com os nossos hábitos antigos. As maneiras de ser que aprendemos dos nossos pais, ou que desenvolvemos em tempos difíceis passados, precisam de ser revistas quando surgem novos objectivos. É preciso dedicação e firmeza para poder mudar sem fugir do essencial!

O senso comum é importante. Como lidamos com os nossos próximos? O que queremos alcançar com aquilo que exprimimos? Somos honestos nas aspirações ou temos antes ambições? Tentamos manter a paz, fazendo um zigue-zague e pretendendo silêncio interior? Ou somos capazes de estabelecer um objectivo para a nossa evolução e dedicar-nos para o alcançar?
A Lua Cheia de 17 de Dezembro pede para consideramos o que fomos no passado, aceitar sem complexos e com lucidez o que estamos a fazer. Para poder mudar o rumo, é preciso levar para uma consciência plena quem somos agora. Sem julgamentos, sem complexos, mas sim, com gentileza e bondade. Só assim, podemos ver a força que realmente temos.
É altura de recomeçar. Estamos quase a iniciar o ano de 2014 e é tempo de estabelecer objectivos.
Penso que merecemos finalmente a liberdade emocional. Faço votos que podemos todos saborear a liberdade que tanto desejamos!

Celebração da Lua Cheia
Cromeleque dos Almendres, Guadalupe, Évora
Terça-feira, 17 de Dezembro de 2013 às 17.30h
 
É costume trazer uma oferenda para agradecer ao sítio: um pau de incenso, um pouco de água, uma flor... ou o que achar adequado para exprimir a gratidão à Mãe Terra.
A contribuição para a cerimónia em si, é por donativo. 




 

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Lua Nova em Sagitário: a mensagem da Liberdade

A Lua Nova que ocorre na noite de 2 para 3 de Dezembro, com o Sol e a Lua em Sagitário.
Sagitário é um signo mutável, neste caso de fogo. O Fogo Mutável convida-nos a partilhar a nossa Luz interior com todos que encontramos na nossa viagem. Não é preciso ser do signo Sagitário, todos temos algo do Fogo Mutável na nossa consciência, por isso todos podemos partilhar a nossa Luz. Como neste Universo estamos em conexão com todos os seres, também haverá alguém a partilhar a sua Luz connosco! 

Se é esta a mensagem de Sagitário, que estamos a espalhar a nossa Luz - que iguala a nossa consciência - 
ao mesmo tempo que estamos a receber a Luz de outros, torna-se importante perceber o que é que estamos a espalhar. A sua consciência, pensamentos e perspectiva, vão contribuir para dar forma à consciência, à perspectiva e aos pensamentos dos outros, sempre quando houver uma troca de informação.
Assim, vale a pena pensar no que está a emitir... e tomar consciência das palavras, dos gestos, dos pensamentos, porque é também daí que a realidade em que vive, é criada.

No ciclo anual da passagem pelo Zodíaco, vamos recebendo estímulos para desenvolver diferentes partes da nossa existência. De Carneiro até Peixes, passamos por um ciclo semelhante à Vida. Quando chegamos neste ciclo ao signo de Sagitário, o cavalo/arqueiro, recebemos a energia e a força que apoia a evolução da nossa Alma, no sentido que possibilita o direccionamento dos nossos pensamentos, desejos e ambições para um objectivo fundamental. Se olharmos para o símbolo do signo, vemos que é um Ser que aponta para um alvo longínquo e alto: a União com o Universo. Objectivo que, no final do ciclo, se vislumbra no signo de Peixes, que traz a energia cósmica do fim antes de poder re-inicar.

O Fogo livre e idealista de Sagítario,  traz até nós a experiência da Liberdade. Infelizmente, neste mundo de realidade física, foi criada a ilusão que estamos presos e limitados ao nosso corpo, o que pode dificultar a experiência e até travar a compreensão plena da Liberdade. Felizmente, podemos reconnectar com a energia do Fogo, que permite a nossa ligação com o Espírito, o que permite voltarmos a ter um sentimento mais profundo da nossa razão de Ser. O Fogo também pode alimentar a nossa energia enquanto enfrentamos os obstáculos que ainda possam impedir a experiência da liberdade pela Alma.

A Lua Nova em Sagitário é um convite para deixar o Fogo entrar na nossa vida. Precisamos do Fogo para connectar ao Espírito e à nossa razão de Ser. Precisamos de ter contacto com a nossa razão de Ser, senão a Alma pode ter dificuldade de se mostrar. É preciso visão - através da qual a Alma se exprime - para gerarmos uma intenção para os nossos actos. E é a partir da intenção, que podemos assumir a nossa vocação de Criadores.

Desejo a todos uma boa Lua Nova. Que as nossas intenções possam plantar a semente para uma Terra em que os seres vivem em Liberdade.

Fogo e Água - preparação para o Solstício e o Natal

Os ciclos da Natureza levaram-nos para dentro Outono, cada vez mais próxima do Inverno que começará no dia 21 de Dezembro. Novembro tem sido um mês excepcionalmente frio. Não sabemos que isto tem a ver com o facto que a actividade solar registada é inusitadamente baixa; não sabemos se tem a ver com o processo (em curso) da inversão dos pólos magnéticos do Sol. Acrescenta-se a passagem de um cometa de gelo perto do Sol e a entrada em Sagitário, signo de fogo, e temos o tema do mês de Dezembro -  o Fogo e a Água.


A natureza, os planetas e as estrelas oferecem um espelho magnífico sobre o período de grandes mudanças em que nos encontramos, bem como sobre as possibilidades que as mudanças oferecem para a nossa evolução ao nível pessoal.

No passado dia 28 de Novembro (5a feira) um grande cometa feito de gelo, de nome Ison, passou junto ao Sol. O movimento fez com que a energia do Fogo (Sol) e do frio (o cometa gelado) se encontraram dentro de um só circulo energético. Tiveram a sua influência mútua, o cometa seguiu caminho, o gelo derreteu e o que restou foi o núcleo ...

O movimento do cometa de gelo influenciou também o Sol e a sua força. Alguns podem ter sentido o efeito no chakra do plexo solar, ou na gestão dos líquidos no corpo.
As emoções escondidas (simbolizadas pelo gelo) entraram em movimento e derreteram na Luz do Fogo. A energia do núcleo, da Luz da Alma, foi tocada, mas também aquilo que estava "esquecido" no escuro.
Tudo isso foi e ainda é notável, por dentro e à nossa volta. Principalmente na quarta-feira, a energia parecia fazer que todos tinham perdido o sentido de orientação. Às vezes, na procura da direcção certa, os ânimos exaltaram, deixando confusão e caos.
Durante o dia de quinta-feira a confusão emocional reinou, muitas vezes na forma de tristeza e desespero, que por sua vez reflectiam para os mais próximos...

No momento que o cometa Ison passou pelo Sol, cerca de 18.30h, a energia a volta da Terra mostrou o silêncio característico de uma reviravolta, parecia que tudo parou um momento antes de começar a girar novamente! Isto tudo acontece no meio de uma mudança dos polos magnéticos do Sol. O hemisfério Norte do Sol já mudou de polaridade, o Sul está a caminho da mudança. Significa isso, que a Luz e energia do Sol que vem para a Terra e para todos nós, está mudado. Nas proximas semanas vamos sentir como: o campo electromagnético do Sol vai se estabelecer na nova configuração.

E podemos sentir já o efeito: A Luz é mais forte; aquilo que estava escondido em cantos e fendas, torna-se visível, pedindo para ser transformado na Luz  interior, para que o brilho da nossa Alma mais pura volta e para que podemos voltar à nossa essência.

"path of the wayfarer" by Rassouli
O encontro da energia da Água e do Fogo vai pedir a nossa atenção ainda durante algumas semanas - para apoiar-nos em mais uma vaga de arrumação interior. O período até ao Solstício é sempre um período de virar para dentro. Os dias se seguem, cada vez mais curtas; sentimos o frio, e há a noção que haverá ainda mais escuridão até renascer a Luz. É um período que pode ser aproveitado para transmutar aquilo que nos impede de nos erguer na Luz própria; libertar o passado e caminhar o nosso caminho aqui na Terra.
Também é uma época de partilha, de (re-)encontro. Ao aceitarmos quem somos, em Amor e Bondade, compassivamente, seremos um espelho para cada um que encontramos. Através deste espelho, todas as transformações que operamos em nós, terão o seu efeito no outro. “O que está em cima é como o que está em baixo, e o que está em baixo é como o que está em cima. O que está fora é como está por dentro."

Criamos a nossa realidade, também através das nossas transformações interiores.

No Solstício o Sol pára para depois iniciar o seu curso para o Norte novamente. É o momento em que lembramos e renascer da Luz, festa que no mundo cristão é celebrado no Natal. Realmente uma festa de re-nascimento! Para quem procura preparar-se para a festa, oferecemos um momento de interiorização e consciência, através de um workshop meditativo.

No workshop propomos um trabalho ao nível celular. Podemos encontrar bloqueios ou conflitos de fundo, na memória das células. Também esta memória pode ser oferecida à Luz Divina que trazemos para a Terra! Em primeiro lugar para que possa ser visto, amado, agradecido por tudo que aprendemos e por tudo que a sua presença em nós, trouxe de aumento de consciência e auto-conhecimento. Em seguido, para que possa derreter e fluir como se fosse água, para fora dos nossos sistemas. Se nos o permitimos, o nosso Ser pode libertar o que guardou!
O processo é completado, quando levamos a nossa consciência e atenção para os lugares no corpo e para os hábitos mentais onde teve lugar a limpeza e transformação. Acendemos aqui novamente a LUZ da nossa Alma...para que o nosso calor humano possa fluir em abundância, para o bem de todos.

O workshop é orientado por Lucia Hulman e Rietske van Raay. Acompanhamos a parte meditativa com os sons acústicos dos instrumentos ancestrais.

Data: 19 de Dezembro das 19h às 20.30h
Local: Associação Oficinas da Comunicação
Largo Dr. Mário Chicó, 7 - Évora
Valor da troca: 12,50


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...